Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

eua

Dúvidas, mistérios, teorias conspirativas mantêm-se. John Kennedy foi morto há 60 anos

22 nov, 2023 - 10:48 • Redação

Kennedy foi o quarto Presidente dos Estados Unidos da América a ser assassinado.

A+ / A-

John F. Kennedy (JFK) tornou-se, a 22 de novembro de 1963, no quarto Presidente dos Estados Unidos da América a ser assassinado. O incidente aconteceu em Dallas, no Texas, há 60 anos, deixando o país - e o mundo - atordoados.

Kennedy juntou-se, então, a Abraham Lincoln, James Garfield e William McKinley.

A motivação para o assassinato de JFK, que o FBI e a Comissão Warren concluíram ter sido executado por Lee Harvey Oswald, provoca debate há seis décadas. Oswald acabaria por ser baleado pouco depois do ataque, morrendo já sob custódia da polícia.

John F. Kennedy com Robert F. Kennedy. Foto: EPA
John F. Kennedy com Robert F. Kennedy. Foto: EPA
John F. Kennedy e a mulher, Jacqueline Kennedy. Foto: EPA
John F. Kennedy e a mulher, Jacqueline Kennedy. Foto: EPA
Rainha Isabel II, Príncipe Philip, John F. Kennedy e a primeira dama Jacqueline Kennedy, no Palácio de Buckingham. Foto: DR
Rainha Isabel II, Príncipe Philip, John F. Kennedy e a primeira dama Jacqueline Kennedy, no Palácio de Buckingham. Foto: DR
Foto: EPA
Foto: EPA

Porque é que Kennedy estava em Texas?

O Presidente e a primeira-dama, Jacqueline Kennedy, viajaram para o Texas como parte de uma campanha para unificar o Partido Democrata e dar início à campanha para a reeleição em 1964.

O casal passou o dia 21 de novembro em San Antonio, Houston e Fort Worth, voando para Dallas Love Field no dia seguinte.

Os Kennedy foram recolhidos por uma limusina descapotável que os levaria, junto com o governador do Texas, John Connally, pelas ruas do centro de Dallas até Trade Mart, onde iria discursar.

Quando o carro passou pelo Texas Book Depository, três tiros foram disparados.

Kennedy foi atingido na cabeça e no pescoço e o governador Connally foi atingido nas costas. As autoridades transportaram ambos para o Parkland Memorial Hospital, onde Kennedy foi declarado morto. O governador texano sobreviveu.

Após o assassinato, Lyndon Baines Johnson foi empossado como o 36º presidente dos Estados Unidos da América a bordo do Air Force One, com Jacqueline Kennedy ao lado.

Nas décadas seguintes, o evento inspirou dezenas de livros e filmes, e o local onde ocorreu o tiroteio continua a ser um destino turístico popular.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+