Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

EUA

"Jovem" mulher de 104 anos é agora a pessoa mais velha a saltar de paraquedas

05 out, 2023 - 01:54 • Redação

“A idade é apenas um número”, disse Dorothy Hoffner à multidão após o salto recorde de sete minutos, que a Skydive Chicago está a trabalhar para ter certificado pelo Guinness World Records.

A+ / A-
"Jovem" mulher com 104 anos é agora a pessoa mais velha a saltar de paraquedas
"Jovem" mulher com 104 anos é agora a pessoa mais velha a saltar de paraquedas

Uma mulher de 104 anos de Chicago, nos Estados Unidos, trocou o andarilho por um arnês e um paraquedas e tornou-se a pessoa mais velha do mundo a saltar de paraquedas. Pelo menos até à oficialização pelo Guiness World Records.

Dorothy Hoffner saltou de uma altura de quatro mil metros no Skydive Chicago Airport, em Illinois, este domingo, e foi saudada com aplausos pelos curiosos que admiraram a coragem da mulher.

"Tudo que fiz foi envelhecer. Não sou velha, sou apenas mais velha", disse depois do salto que durou sete minutos.

Se o salto for oficializado, Hoffner vai ultrapassar o atual recorde mundial da paraquedista mais velha do mundo, estabelecido em maio de 2022, pela também centenária Linnéa Ingegärd Larsson, de 103 anos, da Suécia.

Mas Hoffner não é uma estreante: o seu primeiro salto de paraquedas foi aos 100 anos.

Para a "jovem" idosa, a "idade é apenas um número". “Quando nos sentimos bem, podemos fazer estas coisas. Às vezes temos medos, mas se sentirem bem, façam".

Sobre a viagem aos céus, Dorothy explica que foi "realmente uma sensação maravilhosa, a de sentir a terra debaixo de nós". "Foi um dia lindo. Toda aquela relva verde lá em baixo... maravilhoso", revela.

Hoffner, que fará 105 anos em dezembro, não tem planos de desacelerar tão cedo e, portanto, pretende fazer um passeio num balão de ar quente. “Nunca estive num desses”, brinca.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+