Tempo
|
A+ / A-

Jornada Mundial da Juventude

Carminho, Mariza e Tiago Bettencourt animam eventos centrais da JMJ

19 jul, 2023 - 12:52 • Lusa

Atuações destes artistas vão decorrer nos eventos centrais que contam com a presença do Papa Francisco, nomeadamente o Acolhimento e a Via Sacra.

A+ / A-

Carminho, Mariza e Tiago Bettencourt são três dos artistas portugueses que vão participar nos eventos centrais da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) Lisboa 2023, entre 01 e 02 de agosto, anunciou esta quarta-feira a organização.

"As atuações destes artistas vão decorrer nos eventos centrais que contam com a presença do Papa Francisco, nomeadamente o Acolhimento e a Via Sacra, que se realizam na Colina do Encontro, no Parque Eduardo VII, e a Vigília, que se realiza no Campo da Graça, no Parque Tejo", informa um comunicado do Comité Organizador Local (COL) da JMJ.

Buba Espinho, Cecília Rodrigues, Héber Marques (membro fundador dos HMB), Miguel Carmona, Mimi Froes, Rancho de Cantadores de Aldeia Nova de São Bento e Salvador Seixas são outros dos artistas com presença prevista naqueles eventos.

Segundo a organização, “estes artistas portugueses juntam-se ao Coro e à Orquestra da JMJ Lisboa 2023, de que fazem parte músicos de todo o país, e ao Ensemble23, composto por jovens bailarinos de 22 nacionalidades, para fazer da Jornada Mundial da Juventude um lugar de beleza”.

“A beleza, como afirmou o Papa Francisco, ‘é capaz de criar comunhão, porque une Deus, o homem e a criação numa única sinfonia, porque une o passado, o presente e o futuro, porque atrai diferentes povos e nações distantes ao mesmo lugar e os envolve no mesmo olhar’", acrescenta a nota hoje divulgada.

Lisboa foi a cidade escolhida pelo Papa Francisco para a próxima edição da Jornada Mundial da Juventude, que vai decorrer entre os dias 01 e 06 de agosto deste ano, com as principais cerimónias a terem lugar no Parque Eduardo VII e no Parque Tejo, a norte do Parque das Nações, na margem ribeirinha do Tejo, em terrenos dos concelhos de Lisboa e Loures.

As JMJ nasceram por iniciativa do Papa João Paulo II, após o sucesso do encontro promovido em 1985, em Roma, no Ano Internacional da Juventude.

O primeiro encontro aconteceu em 1986, em Roma, tendo já passado, nos moldes atuais, por Buenos Aires (1987), Santiago de Compostela (1989), Czestochowa (1991), Denver (1993), Manila (1995), Paris (1997), Roma (2000), Toronto (2002), Colónia (2005), Sidney (2008), Madrid (2011), Rio de Janeiro (2013), Cracóvia (2016) e Panamá (2019).

A edição deste ano, que será encerrada pelo Papa, esteve inicialmente prevista para 2022, mas foi adiada devido à pandemia de covid-19.

O Papa Francisco foi a primeira pessoa a inscrever-se na JMJ Lisboa 2023, no dia 23 de outubro de 2022, no Vaticano, após a celebração do Angelus.


Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+