Tempo
|
A+ / A-

Festival Amadora BD regressa em modo presencial em outubro

12 ago, 2021 - 11:59 • Maria João Costa

Depois da edição digital em 2020 devido à pandemia, este ano, o Festival de Banda Desenhada da Amadora vai voltar a ser presencial. Está agendado de 21 de outubro a 1 de novembro.

A+ / A-

Vai voltar a ter público. A 32.ª edição do Festival de BD da Amadora regressa a 21 de outubro numa versão presencial. Depois de no ano passado, devido à pandemia, a evento ter decorrido todo online, este ano regressa ao seu formato original.

Em comunicado, esta quinta-feira, a autarquia da Amadora confirma que o festival que vai acontecer até 1 de novembro vai contar com exposições, lançamento, sessões de autógrafos, apresentações e palestras.

A autarquia ressalva que “algumas das iniciativas” serão “em formato híbrido”. A cidade portuguesa da Banda Desenhada ajusta assim “a sua programação às exigências e restrições importas pela pandemia”.

O Festival Amadora BD 2021 “vai ocupar três zonas distintas da cidade da Amadora: o Ski Skate Amadora Park, com o núcleo central, os núcleos paralelos na Bedeteca da Amadora e na Galeria Municipal Artur Bual”, diz a autarquia em comunicado.

O festival vai culminar com a habitual cerimónia da atribuição dos Prémios de Banda Desenhada da Amadora. Este ano, e pela primeira vez, será atribuído um prémio pecuniário no valor de 5 mil euros à Melhor Obra de Banda Desenhada de Autor Português.

O Amadora BD “pretende reforçar o apoio aos autores e à banda desenhada”, diz o comunicado que acrescenta que assim querem “reafirmar o compromisso e missão de investir e nos autores e na banda desenhada”.

Organizado ininterruptamente há mais de 30 anos, o festival é uma iniciativa da Câmara da Amadora e já se tornou num ícone da cidade, bem como um dos festivais mais aclamados a nível europeu.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+