32,08%
8 Deputados
31,11%
7 Deputados
9,79%
2 Deputados
9,07%
2 Deputados
4,26%
1 Deputados
4,12%
1 Deputados
3,76%
0 Deputados
1,22%
0 Deputados
2,62%
0 Deputados
  • Freguesias apuradas: 3092 de 3092
  • Abstenção: 63,48%
  • Votos Nulos: 0,77%
  • Votos em Branco: 1,20%

A+ / A-

encontro nacional

Bragança prepara-se para ser a “grande capital da EMRC”

10 abr, 2024 - 11:01 • Olímpia Mairos

Mais de três mil alunos e 248 professores vão ter oportunidade de viver dois dias em festa à volta do tema “Eco(s) do Coração”.

A+ / A-

Bragança prepara-se para acolher, nos dias 12 e 13 de abril, a décima segunda edição do Encontro Nacional de EMRC do Ensino Secundário (ENES). São esperados mais de três mil alunos e 248 professores para esta iniciativa que a organização pretende que seja uma verdadeira festa.

Jorge Novo, professor em Bragança e membro da equipa nacional da EMRC, conta à Renascença que já estão “naquele momento da azáfama, dos preparativos finais, com algumas dezenas de pessoas envolvidas de diferentes setores e com diferentes responsabilidades”.

“É uma azáfama alegre, uma azáfama feliz, uma azáfama de coração cheio, porque já estamos em festa para acolher esses 3.000 participantes neste Reino Maravilhoso”, descreve.

Em Bragança, os alunos da disciplina de Educação Moral e Religiosa Católica “vão ter tempo, vão ter oportunidade, de efetuar um itinerário dos sentidos para conhecer a região os produtos, a cultura, as tradições, a arte, a língua e cultura mirandesa, os parques naturais, a fauna e a flora, a paisagem, as vivências, o património e, especialmente, o sentir, o viver e o caráter das pessoas deste território”, explica o docente.

O professor de EMRC adianta que vão ser disponibilizados “alguns ateliers” e realizadas “múltiplas e significativas atividades que eles, com certeza, irão ficar muitíssimo satisfeitos”.

“Será como que um itinerário pelos cinco sentidos. Vão ver com olhos de ver, escutar, tatear, cheirar e, ainda muito interessante, degustar alguns produtos que nós vamos disponibilizar para eles sentirem, presenciarem e viverem estas diversas experiências, que hão de despertar todo o ser deles”, especifica.

No fundo, pretende-se que os adolescentes possam “exalar aqui umas lufadas de fraternidade, de olhar para os outros com olhos de carinho, para olhar para o nosso planeta também com esses olhos de quem o quer cuidar da melhor forma”, acrescenta Jorge Novo, assinalando que o desejo “é que a EMRC esteja no coração dos alunos para os ajudar a crescer nesta dimensão do saber ser e do saber relacionar-se também”.

Nestas declarações à Renascença, Jorge Novo assume que “Bragança vai ser a grande capital da EMRC, porque aqui os alunos vão sentir o pulsar de um coração que a EMRC tem quando tem estes alunos que são tão importantes, que são fundamentais e que são os protagonistas desta mesma disciplina”.

Os estudantes vão chegar de todo o país, desde o Sul até ao Norte do País.

“Temos muitos alunos de diferentes proveniências, de diferentes escolas. Estamos a falar à volta de 78 agrupamentos de escolas. E vão aqui encontrar um ambiente singular e escutar ressonâncias da alegria que brotarão deste encontro”, remata Jorge Novo.

Os alunos chegam à cidade de Bragança durante o dia de sexta-feira e vão ter oportunidade de viver dois dias em festa, à volta do tema “Eco(s) do Coração”.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+