Tempo
|
A+ / A-

Vaticano garante que Papa não tem pneumonia

27 nov, 2023 - 09:41 • Aura Miguel , Henrique Cunha

“As condições de saúde do Papa são boas e estacionárias, não tem febre e a situação respiratória revela um claro melhoramento”, avança o diretor da sala de Imprensa da Santa Sé.

A+ / A-

O Vaticano confirma que Papa Francisco tem uma inflamação pulmonar, mas garante que exames médicos excluíram possibilidade de pneumonia.

Em resposta aos jornalistas, o diretor da Sala de Imprensa do Vaticano, Matteo Bruni, disse, esta segunda-feira, que “as condições do Papa são boas e estacionárias” e que Francisco “não tem febre”.

O responsável acrescenta que o Papa apresenta “uma melhoria evidente ao nível da capacidade respiratória”.

Matteo Bruni revelou que “a tomografia computadorizada” que o Papa realizou “excluiu a possibilidade de uma pneumonia, mas revelou uma inflamação pulmonar que causava algumas dificuldades respiratórias”.

O diretor da sala de imprensa acrescenta que “para maior eficácia da terapia, foi inserida uma agulha com um cateter para infusão de terapia antibiótica por via intravenosa”.

“As condições de saúde do Papa são boas e estacionárias, não tem febre e a situação respiratória revela um claro melhoramento”, insistiu.

"Para facilitar a recuperação do Papa, alguns compromissos importantes programados para estes dias foram adiados para que lhes possa dedicar o tempo e a energia desejados."

“Outros, de natureza institucional ou mais fáceis de manter dadas as atuais condições de saúde, foram confirmados”, rematou o diretor da sala de imprensa.

No domingo, ao contrário do que é habitual, o Papa não surgiu à janela para a recitação do Ângelus. Francisco explicou num pequeno vídeo que não assomava à janela porque tinha um problema de “inflamação nos pulmões”.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+