A+ / A-

Papa quer idosos e jovens unidos nas vésperas da JMJ Lisboa

15 jun, 2023 - 11:32 • Aura Miguel

Na mensagem para o III Dia Mundial dos Avós e dos Idosos, que se celebra a 23 de julho, Francisco incentiva encontros fecundos entre gerações diversas, entre avós e netos, entre jovens e idosos.

A+ / A-

O Papa quer jovens e idosos unidos antes da JMJ de Lisboa. Numa Mensagem divulgada esta quinta-feira para o III Dia Mundial dos Avós e dos Idosos, Francisco sublinha “a proximidade estupenda” desta celebração que ocorre a 23 de julho, poucos dias antes do início da Jornada Mundial da Juventude de Lisboa: “são dois acontecimentos que estão profundamente relacionados”, considera o Santo Padre.

O tema escolhido para os idosos é “A sua misericórdia se estende de geração em geração” liga-se ao tema da JMJ que valoriza o encontro entre a jovem Maria e a sua prima idosa Isabel “Maria levantou-se e partiu apressadamente”.

Nos temas de ambas as Jornadas, “sobressai a «pressa» de Maria quando visita Isabel, levando-nos assim a refletir sobre a ligação entre jovens e idosos”, lê-se no documento hoje publicado.

“O Senhor espera que os jovens, ao encontrar os idosos, acolham o apelo a guardar as memórias e reconheçam, graças a eles, o dom de pertencerem a uma história maior. A amizade de uma pessoa idosa ajuda o jovem a não cingir a vida ao presente e a lembrar-se que nem tudo depende das suas capacidades. Por sua vez, aos mais velhos, a presença de um jovem abre à esperança de que não se perderá tudo aquilo que viveram e se vão realizar os seus sonhos.”, escreve Francisco.

“Por favor, visitem e abracem os idosos”

O Papa incentiva encontros fecundos entre gerações diversas, entre avós e netos, entre jovens e idosos.

“Deus quer que os jovens, como fez Maria com Isabel, alegrem os corações dos anciãos e extraiam sabedoria das suas experiências. Mas o primeiro desejo do Senhor é que não deixemos sozinhos os idosos, que não os abandonemos à margem da vida, como hoje, infelizmente, acontece com demasiada frequência”, diz o Santo Padre.

À semelhança do encontro entre Maria e Isabel, Francisco pede aos jovens que façam o mesmo e convida-os a abraçar os avós e os idosos.

“Não os deixemos sozinhos; é preciosa a sua presença nas famílias e nas comunidades: dá-nos a noção de partilhar a mesma herança e de fazer parte dum povo em que se preservam as raízes. Sim! São os idosos que nos transmitem a pertença ao santo Povo de Deus. A Igreja e de igual modo a sociedade precisam deles. É que os idosos entregam ao presente um passado necessário para construir o futuro. Honremo-los, não nos privemos da sua companhia nem os privemos da nossa. Não permitamos que sejam descartados”, assinala.

Por fim, Francisco pede aos jovens para visitarem os idosos sozinhos da sua comunidade e também pede aos idosos que rezem durante a Jornada Mundial da Juventude “particularmente pelos jovens, pelas suas famílias e comunidades para, assim, os acompanharem na peregrinação a Lisboa”.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+