Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

JMJ Lisboa

José Sá Fernandes vai chefiar Grupo de Trabalho do Governo para JMJ

28 jul, 2021 - 18:25 • Filipe d'Avillez

O gabinete de António Costa anunciou esta quarta-feira a formação de um grupo responsável por acompanhar a organização do evento e ainda a requalificação urbanística e a valorização ambiental e ecológica da zona ribeirinha, onde vai decorrer o encontro.

A+ / A-

José Sá Fernandes vai chefiar o Grupo de Trabalho criado pelo governo para acompanhar a organização da Jornada Mundial da Juventude, que vai decorrer em Portugal em 2023.

O anúncio foi feito esta quarta-feira pelo gabinete do Primeiro-ministro, António Costa.

Num comunicado, o Governo explica que “a JMJ 2023 consiste num evento religioso de grande dimensão, que reúne milhões de católicos oriundos de todo o mundo, sobretudo jovens.”

“Considerando a diversidade, a complexidade, a natureza e a dimensão das ações a desenvolver no âmbito da preparação da JMJ 2023, o Governo, através Resolução do Conselho de Ministros n.º 45/2021, criou um Grupo de Projeto para assegurar o acompanhamento, em termos operacionais, dos trabalhos de preparação deste evento.”

Para além de ficar responsável por agilizar a comunicação e colaboração entre o Patriarcado de Lisboa, que é responsável pelo evento, José Sá Fernandes terá ainda a tarefa de preparar um plano para o aproveitamento do terreno onde este vai ter lugar.

“Além da organização da JMJ 2023 propriamente dita, o Grupo de Projeto vai também acompanhar e preparar a requalificação urbanística e a valorização ambiental e ecológica da zona ribeirinha onde atualmente se localiza o Complexo Logístico da Bobadela, cujos terrenos começarão a ser desocupados para efeitos da realização da JMJ 2023.”

José Sá Fernandes inicia funções neste cargo no dia 11 de outubro de 2021.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+