A+ / A-

Patriarca quer mais atenção às periferias e alerta para o risco da indiferença

15 mai, 2021 - 18:20 • Aura Miguel

D. Manuel Clemente citou o Papa Francisco, desafiando os cristãos a considerar os pobres e necessitados “lugar privilegiado” para a evangelização.

A+ / A-

O cardeal patriarca de Lisboa aposta na nova evangelização para “anunciar o Evangelho na novidade do tempo”. Na intervenção conclusiva do congresso diocesano da pastoral sócio-caritativa, subordinada ao tema “Sair com Cristo ao encontro de todas as periferias”, D. Manuel Clemente alerta para o risco da indiferença dentro das comunidades cristãs.

O patriarca de Lisboa citou o Papa Francisco para desafiar os cristãos a considerarem os pobres e os mais necessitados como “lugar privilegiado” para viver a mensagem de Cristo. “Evangelização e comunhão andam ligadas, tal como acontece no Pai-nosso: não dizemos Pai meu, mas Pai nosso”, disse o Patriarca”.

Neste sentido, também os diferentes lugares da pastoral sócio-caritativa podem ser lugares teológicos, “tal como o pobre é um lugar teológico”, disse D. Manuel Clemente. “Se queremos conhecer Cristo, temos de o conhecer nos pobres”.

A presença capilar da Igreja durante a pandemia deve permanecer “e mesmo que a pandemia acabe, a caridade da Igreja subsiste e não pode terminar”, acrescentou.

“Cada comunidade deve tornar-se um oásis de misericórdia. Há que manter estes oásis e fazê-los crescer”, concluiu.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+