32,08%
8 Deputados
31,11%
7 Deputados
9,79%
2 Deputados
9,07%
2 Deputados
4,26%
1 Deputados
4,12%
1 Deputados
3,76%
0 Deputados
1,22%
0 Deputados
2,62%
0 Deputados
  • Freguesias apuradas: 3092 de 3092
  • Abstenção: 63,48%
  • Votos Nulos: 0,77%
  • Votos em Branco: 1,20%

A+ / A-

Bruxelas

Montenegro. Primeiro-ministro indigitado encontra-se com presidente da Comissão

21 mar, 2024 - 01:20 • Pedro Mesquita, enviado especial da Bruxelas

Há uma particularidade neste dia, em que começa o Conselho Europeu. Em simultâneo, estão em Bruxelas um ex-primeiro-ministro, António Guterres – hoje secretário-geral da ONU, um primeiro-ministro cessante, António Costa, e aquele que será o seu sucessor, Luís Montenegro.

A+ / A-
Montenegro encontra-se hoje com Von der Leyen em Bruxelas

Poucas horas depois de Luís Montenegro ser indigitado primeiro-ministro pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, a presidente da Comissão Europeia Ursula von der Leyen dá esta manhã as boas-vindas ao novo líder do Governo, em Bruxelas.

O encontro não constava do programa oficial. Já se sabia que estariam juntos na reunião do PPE - pertencem à mesma família política -, mas a realização deste encontro na sede da Comissão Europeia tem um inegável significado político. Tanto mais que só foi comunicado aos jornalistas depois de Montenegro ser indigitado.

Este será o último Conselho Europeu de António Costa, mas a dúvida que o primeiro-ministro cessante não quis nas últimas horas esclarecer é se se trata de uma despedida ou de um até já.

Os jornalistas bem insistiram nas últimas horas na pergunta, mas António Costa limitou-se a responder que “o assunto não está na ordem do dia”. Cabe-lhe ainda a tarefa de representar Portugal no Conselho Europeu e com temas bem mais pesados do que a política caseira.

O assunto mais sensível, e até agora sem uma estratégia consensual a 27, é a situação em Gaza, e o plano israelita para uma invasão terrestre de Rafah.

Ursula Von der Leyen diz que esse ataque tem que ser evitado a todo o custo. A presidente da Comissão Europeia está profundamente preocupada com a guerra em Gaza, e a situação humanitária catastrófica.

Von der Leyen insiste na urgência de um cessar-fogo imediato e alerta para os riscos de uma ofensiva em larga escala a Rafah para uma população civil muito vulnerável.

Já o secretário-geral da ONU – convidado a participar no Conselho Europeu – alerta que mais de um milhão de pessoas enfrentam uma situação dramática de fome.

António Guterres sublinha que, hoje mesmo, mais de metade da população de Gaza enfrentam uma “fome catastrófica" e que é preciso agir de imediato, antes que seja demasiado tarde.

A crise no Médio Oriente, a par do apoio militar à Ucrânia e da aposta na capacidade de defesa da União Europeia são alguns dos pontos fortes do da cimeira que arranca na tarde desta quinta-feira.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+