A+ / A-

Legislativas 2024

Passos e Sócrates no meio do debate entre Pedro Nuno Santos e Luís Montenegro

20 fev, 2024 - 01:18 • Lusa

Frente a frente entre líderes do PS e do PSD subiu de tom, durante troca de argumentos sobre ensino profissional, em que os antigos primeiros-ministros Pedro Passos Coelho e José Sócrates foram trazidos para o debate.

A+ / A-

Veja também:


O secretário-geral do PS sugeriu esta segunda-feira que o presidente do PSD quer afastar o ex-primeiro-ministro Passos Coelho da campanha nas legislativas, com Luís Montenegro a negar e a perguntar se Pedro Nuno Santos conta com José Sócrates.

José Sócrates e Pedro Passos Coelho, que antecederam a António Costa na chefia do Governo português, entraram na discussão na segunda parte do único frente-a-frente televisivo desta pré-campanha eleitoral entre Luís Montenegro e Pedro Nuno Santos, no Teatro do Capitólio, em Lisboa, que foi transmitido em simultâneo pela RTP, SIC e TVI.

A propósito do tema do ensino profissional em Portugal e do facto de cerca de 25% dos alunos não estarem a frequentar escolas públicas, o líder socialista criticou a atuação do Governo PSD/CDS-PP entre 2011 e 2015 no setor da educação e comentou: "Não há de ser por acaso que não traz Pedro Passos Coelho à campanha, nem o convidou para a convenção da AD (Aliança Democrática)".

Luís Montenegro reagiu, dizendo que, na realidade, é importante ter ao lado de cada um dos candidatos os ex-líderes.

"E eu terei na campanha eleitoral" Pedro Passos Coelho, disse, com Pedro Nuno Santos a confirmar que também terá antigos líderes socialistas, numa alusão a António Costa e, eventualmente, a Ferro Rodrigues.

Mas o presidente do PSD entendeu esta resposta de forma distinta e assinalou: "Portanto, o engenheiro [José] Sócrates virá naturalmente da Ericeira também reforçar", disse, perante o protesto do atual líder socialista, que referiu que José Sócrates, acusado no âmbito do processo judicial "Operação Marquês", já não é militante do PS.

"Tem vergonha? Tem vergonha?", questionou o presidente dos sociais-democratas.

Pedro Nuno Santos ripostou: "Não tenho vergonha da história do PS. Quem não convidou Pedro Passos Coelho para a convenção da AD foi o Luís Montenegro, isso foi público", contra-atacou.

Nesta fase tensa do debate, Luís Montenegro insistiu no caso do antigo primeiro-ministro entre 2055 e 2011: "E convidou o engenheiro Sócrates para o seu Congresso?"

"Todos os líderes do PS são convidados. O engenheiro José Sócrates já não é militante do PS", respondeu Pedro Nuno Santos, antes de Luís Montenegro rematar esta questão: "Não sabia que Pedro Nuno Santos estava com saudades de Pedro Passos Coelho, mas acho bem, acho bem, porque ele representa uma forma governativa muito diferente daquele que é protagonizada pelo doutor Pedro Nuno Santos".

As eleições legislativas estão marcadas para 10 de março.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+