Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Pedro Siza Vieira. Certificado digital "não é agradável", mas é o caminho a percorrer

04 ago, 2021 - 15:21 • Redação

O ministro da Economia está confiante na recuperação do setor do turismo.

A+ / A-

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, afirmou esta quarta-feira que, apesar de "não ser prático, não ser agradável", o Certificado Digital é "o caminho que vamos continuar a percorrer", ao longo dos próximos meses.

Em declarações feitas durante uma conferência organizada pela AHP - Associação da Hotelaria de Portugal, Siza Vieira aponta que em vários países o acesso à restauração em qualquer dia da semana está condicionado à apresentação do certificado ou de um teste negativo à Covid-19, enquanto em Portugal tal só se aplica aos fins de semana.

"Aquilo que estamos a ver é que mais de 20 países da União Europeia exigem o Certificado Digital mais amplamente do que aquilo que nós exigimos", realça.

O ministro da Economia está confiante na recuperação do setor do turismo, um mercado com muitas empresas que vão beneficiar do Apoio à Retoma Progressiva.

Na opinião do ministro da Economia, vive-se uma "repressão da procura". Ou seja, as pessoas não viajam porque não podem. Mas, assim que há uma abertura, retomam logo as viagens. E como fizeram poupança, têm maior disponibilidade para o fazer e gastar mais.

"Achamos que a Economia vai crescer próximo dos 5% e esperamos que a receita turística, este ano, se situe 10% acima dos números do ano passado. E não achamos impossível que maio, junho e julho tenham números superiores ao ano passado", afirma.

Tal cenário pode significar nove mil milhões de euros no fim de 2021 para o setor do turismo.

Os níveis pré-pandemia do mercado só devem ser retomados em 2023, na melhor das hipóteses.


[Notícia atualizada às 20h10]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+