Siga-nos no Whatsapp
A+ / A-

​OE 2020

Joacine votou contra redução do IVA da luz em nome da estabilidade do Governo

06 fev, 2020 - 21:56 • Lusa

Deputada considera que "a falta de cultura térmica em Portugal não pode ser combatida com uma taxação que coloque quem ou o que polui ao lado de quem tem frio".

A+ / A-

A deputada não inscrita Joacine Katar Moreira, que até ao início desta semana representava o Livre, votou contra a redução do IVA da energia para não colocar "em causa a estabilidade" governativa.

A deputada votou contra a proposta do PCP com vista à redução da taxa de IVA da eletricidade para 6%, e também se opôs à proposta apresentada pelo BE, que previa a redução para a taxa intermédia, de 13%.

Apesar de não ter prestado declarações aos jornalistas no final dos trabalhos na Assembleia da República, em Lisboa, a justificação do sentido de voto da deputada foi feita através da sua página na rede social Facebook.

"Colocar em causa o primeiro orçamento da legislatura seria, assim, colocar em causa a estabilidade que a muito custo foi conseguida por todas e todos", escreveu a deputada, assinalando que "contribuir, então, para a possível queda do Governo esteve fora de questão".

Na publicação, a deputada não inscrita refere igualmente "que a atual configuração do parlamento reflete a vontade do eleitorado, uma vontade alinhada à esquerda e à articulação entre as várias forças que a sustentam como projeto e mundividência políticos".

Joacine Katar Moreira, que desde segunda-feira não representa o Livre e se desfiliou do partido na terça-feira, considera que "a falta de cultura térmica em Portugal não pode ser combatida com uma taxação que coloque quem ou o que polui ao lado de quem tem frio".

Para a parlamentar, "a ideia generalizada de que há 'impostos verdes' coloca em causa as lutas ambientalistas que estão na ordem do dia, e que dia após dia unem identidades e gerações através de visões de mundos melhores, mais co-habitáveis e sustentáveis".

"A intersecção que faço entre justiça social e ambiental, e a relação que entre elas estabeleço, é feita pela irredutível noção de que nada existe em isolamento. Falar de 'pobreza energética' é descurar pobrezas outras. Não há pobreza energética. Há pobreza", vinca ainda.

O sentido de voto adotado hoje pela deputada vai contra o programa eleitoral com que se apresentou às eleições legislativas de outubro, quando foi cabeça de lista do Livre por Lisboa.

No programa eleitoral do Livre consta uma medida que prevê a redução do "escalão do IVA de 23% para 6% em todos serviços essenciais de fornecimento de energia, mais concretamente na eletricidade e no gás (natural e engarrafado), para diminuir os encargos das famílias".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • É tão bom
    08 fev, 2020 Sabe tão bem 16:28
    Na AR não se candidatam independentes e depois do que fizeste ao Livre, significas a peste para todos os partidos. Ninguém te pega nem a ti nem ao teu "saias". A queda do governo e novas eleições significam o fim do poiso bem pago para o teu trazeiro escuro. Agarra-te bem ao PS, depupuputada Joacine. Não arranjas outro tacho como o que tens agora.
  • Cidadao
    07 fev, 2020 Lisboa 13:57
    É, é... Ela votou foi na manutenção do tacho dela, pois sabe que se houver novas eleições Legislativas, ela está fora do parlamento. O PS acabou de ganhar mais um deputado ...
  • nero
    06 fev, 2020 23:42
    Olha-a a piscar o olho ao PS...lololololololol
  • Marcio
    06 fev, 2020 Porto 22:09
    AHAHAHA....bravo,bravo, viva a coerência.

Destaques V+