32,08%
8 Deputados
31,11%
7 Deputados
9,79%
2 Deputados
9,07%
2 Deputados
4,26%
1 Deputados
4,12%
1 Deputados
3,76%
0 Deputados
1,22%
0 Deputados
2,62%
0 Deputados
  • Freguesias apuradas: 3092 de 3092
  • Abstenção: 63,48%
  • Votos Nulos: 0,77%
  • Votos em Branco: 1,20%

A+ / A-

Saúde

Robô inovador ajuda a preparar tratamentos no Hospital de Santa Maria

12 abr, 2024 - 22:46 • Anabela Góis

É o terceiro hospital do mundo a dispor deste sistema automatizado, que reduz custos, dispensa profissionais e consegue preparar os medicamentos de forma mais rápida e segura.

A+ / A-

O Hospital de Santa Maria, em Lisboa, tem um robô inovador que prepara tratamentos para os doentes oncológicos.

É o terceiro hospital do mundo a dispor deste sistema automatizado, que reduz custos, dispensa profissionais e consegue preparar os medicamentos de forma mais rápida e segura.

Com esta inovação, a ULS Santa Maria (ULSSM) vai conseguir duplicar a capacidade de produção de quimioterapia e outros fármacos injetáveis.

“A grande vantagem deste sistema automatizado é que consegue preparar tratamentos para oito doentes em simultâneo, já que permite fazer preparações de forma paralela, enquanto manualmente tem de ser em sequência e cada uma pode chegar a 15 minutos”, explicou à Renascença João Paulo Cruz, diretor do Serviço de Técnico-Farmacêutica da ULSSM.

Na prática, “se até agora as equipas conseguiam realizar entre 80 a 100 preparações de tratamentos por dia, o novo robô permitirá mais do que duplicar esse número: consegue entre 20 a 60 preparações por hora, e funciona em circuito totalmente fechado o que evita a mínima contaminação”, sublinha João Paulo Cruz.

Outra vantagem deste novo robô, que custou cerca de 400 mil euros, é que permite reduzir as equipas: “permite trabalhar, apenas, com um técnico e um farmacêutico, quando até agora, tínhamos três câmaras em funcionamento, ou seja, pelo menos nove elementos alocados a estes processos”.

Além de permitir diminuir desperdícios e gerar poupanças de custos, este processo tem também a grande vantagem de prevenir a exaustão dos profissionais que trabalham nesta área e reforçar as equipas de outros setores do serviço.

Este sistema automatizado também está a ser usado em Israel e na Polónia. Em Espanha existem dois – em Madrid e em Toledo –, mas ainda não estão a funcionar.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+