A+ / A-

Encontrado corpo do pescador de 70 anos desaparecido em Caminha

12 abr, 2024 - 13:54 • Lusa

O "último avistamento" do pescador, na zona costeira entre Vila Praia de Âncora e a praia de Moledo, foi às 10h00 de segunda-feira.

A+ / A-

O corpo do pescador de 70 anos desaparecido desde segunda-feira em Caminha foi encontrado a quase um quilómetro a oeste do Forte do Cão, em Vila Praia de Âncora, e já foi transportado para a medicina legal.

"Durante as operações de busca, o corpo foi detetado a cerca 0,5 milhas, aproximadamente 0,8km, a oeste do Forte do Cão e posteriormente transportado pelas embarcações de alta velocidade dos Comandos-locais de Caminha e de Viana do Castelo para o cais da foz do rio Minho, onde foi declarado o óbito pelo Delegado de Saúde", revelou a Autoridade Marítima Nacional (AMN).

A AMN refere ainda que "foi contactado o Ministério Público, tendo o corpo sido posteriormente transportado para o Instituto Nacional de Medicina Legal de Viana do Castelo pelos Bombeiros Voluntários de Caminha, após as diligências da Polícia Judiciária".

Nas operações de busca, coordenadas pelo Capitão do Porto e Comandante-local da Polícia Marítima de Caminha, estiveram empenhados elementos do Comando-local da Polícia Marítima de Caminha, uma embarcação do Comando-local da Polícia Marítima de Caminha e uma embarcação do Comando-local da Polícia Marítima de Viana do Castelo.

A AMN diz que, "segundo o que foi possível apurar, o praticante de pesca lúdica apeada, um homem de 70 anos, terá saído de casa para praticar a atividade sem ter regressado".

O "último avistamento" do pescador, na zona costeira entre Vila Praia de Âncora e a praia de Moledo, foi registado pelas 10h00 de segunda-feira, revelou na terça-feira o capitão do porto de Caminha.

O facto de a viatura do pescador ter sido encontrada no percurso entre Vila Praia de Âncora e Moledo, a "cerca de 200 metros da linha de costa", foi "um dos fatores" que levou as autoridades "a concentrar os esforços de busca" naquele local naquela área.

A AMN revelou na terça-feira estar a efetuar buscas por um pescador lúdico, que se encontrava desaparecido "depois de alegadamente ter saído para exercer a atividade da pesca lúdica apeada na zona costeira de Moledo, entre a praia de Moledo e a Capela de Santo Isidoro, no concelho de Caminha".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+