Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

Polícias admitem protestos durante a campanha eleitoral

24 jan, 2024 - 19:03 • Filipa Ribeiro , Maria Costa Lopes

Manifestação desta quarta-feira, em Lisboa, juntou cerca de 12 mil elementos das forças de segurança.

A+ / A-
Polícias foram ao Parlamento dizer que estão "fartos de promessas"
Polícias foram ao Parlamento dizer que estão "fartos de promessas"

Sem acordo poderá haver protestos das forças de segurança durante a campanha para as eleições legislativas, diz à Renascença o presidente do Sindicato Nacional da Polícia (Sinapol).

Armando Ferreira falava durante a manifestação desta quarta-feira, em Lisboa, que vai terminar em frente à Assembleia da República.

O presidente do Sinapol garante que os polícias estão “altamente motivados”, os protestos por um suplemento idêntico ao aprovado para a Polícia Judiciária vão continuar e podem estender-se mesmo ao período de campanha eleitoral.

“Pode esperar e ter a certeza que isso vai acontecer, se a situação não ficar resolvida antes das eleições ou da campanha eleitoral”, afirma Armando Ferreira.

A manifestação desta quarta-feira, em Lisboa, começou no Largo do Carmo e conta com 12 mil pessoas, segundo dados dos sindicatos.

Durante o desfile, os elementos das forças de segurança cantaram o hino nacional.

Foto: Maria Costa Lopes/RR
Foto: Maria Costa Lopes/RR
Foto: Maria Costa Lopes/RR
Foto: Maria Costa Lopes/RR
Foto: José Sena/Lusa
Foto: José Sena/Lusa
Foto: José Sena/Lusa
Foto: José Sena/Lusa
Foto: Maria Costa Lopes/RR
Foto: Maria Costa Lopes/RR

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+