Tempo
|
A+ / A-

Sindicato dos técnicos de reinserção avança com greve às horas extras durante o próximo ano

07 dez, 2023 - 12:25 • Olímpia Mairos

Reclamam a revisão da carreira única-especial, abertura de concursos de promoção e reforço de recursos humanos.

A+ / A-

O Sindicado dos Técnicos da Direção Geral de Reinserção e Serviços Prisionais vai avançar com uma greve às horas extraordinárias durante todo o ano de 2024, pela revisão da carreira única-especial, abertura de concursos de promoção e reforço de recursos humanos.

Em comunicado, o Sindicado dos Técnicos da Direção Geral de Reinserção e Serviços Prisionais indica que os trabalhadores, independentemente da natureza do vínculo ou contrato, vão realizar greve às horas extraordinárias entre as 00h00 de 1 de janeiro e as 23h59 de 31 de dezembro do próximo ano.

Estão abrangidos pela greve, segundo o sindicato, os trabalhadores das carreiras técnicas da DGRSP, técnicos profissionais de reinserção social (TPRS), técnicos superiores de reinserção social (TSRS), técnicos superiores de reeducação e técnicos superiores da DGRSP.

O aviso prévio de greve foi comunicado ao primeiro-ministro, ministro das Finanças, ministra da Justiça, ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, secretária de Estado da Administração Pública, secretário de Estado Adjunto e da Justiça e à Direção Geral de Reinserção e Serviços Prisionais.

De acordo com o sindicato, durante a greve ao trabalho a “segurança e manutenção do equipamento e instalações” são asseguradas no âmbito dos serviços mínimos, sempre que tal se justifique.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+