Tempo
|
A+ / A-

Afinal, não é só Lisboa. Também a Câmara do Porto vai assinalar o 25 de novembro

23 nov, 2023 - 14:26 • Maria João Costa

Com uma conferência e uma exposição, a autarquia do Porto vai assinalar os 48 anos do 25 de novembro de 1975. A mostra “25N”, organizada pelo Instituto +Liberdade vai estar patente na Biblioteca Municipal Almeida Garrett.

A+ / A-

Carlos Moedas já tinha anunciado as comemorações do 25 de Novembro de 1975, na autarquia de Lisboa, mesmo que contra uma decisão do próprio executivo. Agora é a Câmara Municipal do Porto que anuncia um programa comemorativo da data, mas fora da autarquia.

Em comunicado, a equipa liderada por Rui Moreira explica que irá assinalar a data com uma exposição e uma conferência. A Biblioteca Municipal Almeida Garrett vai acolher uma mostra comemorativa do 25 de Novembro. A exposição intitulada “25N” tem o apoio da Câmara do Porto e reúne 16 painéis que evocam a data.

Em comunicado, a autarquia indica que a exposição retrata “os principais momentos pós-25 de Abril: a formação dos partidos, o 11 de março, a reforma agrária, as nacionalizações, o verão quente, entre muitos outros momentos marcantes, que culminam no 25 de Novembro de 1975”.

Segundo o Instituto +Liberdade, a exposição estará também patente em Lisboa e em mais de 250 escolas públicas e privadas. Através de cartazes, a mostra reúne textos e fotografias, bem como o acesso, através de QR Codes para vídeos de época.

Os 48 anos do 25 de Novembro de 1975 são também assinalados numa conferência, este sábado, no Porto, que antecede a abertura da exposição. A abertura, às 11h, está a cargo do vice-presidente da Câmara Municipal do Porto, Filipe Araújo. A entrada para a conferência é livre.

Segue-se depois uma mesa-redonda com Zita Seabra, José Miguel Sardica e José Carmo, moderada por Filipa Osório, diretora de conteúdos do Instituto +Liberdade. Em comunicado a autarquia do Porto explica que o diretor executivo do instituto, André Pinção Lucas, fará a sessão de encerramento

Recorde-se que o Instituto +Liberdade promove também em Lisboa uma exposição acolhida pela autarquia de Carlos Moedas. O autarca organiza uma cerimónia nos paços do concelho, uma conferência e a deposição de flores em homenagem aos militares falecidos a 25 de Novembro de 1975.

Recorde-se que os vereadores socialistas da autarquia alfacinha vão estar ausentes da cerimónia, alegando que não se revêm nesta comemoração que Carlos Moedas apresentou nas celebrações do 5 de Outubro.

À Renascença, a vereadora Inês Drummond, do PS afirmava recentemente: “Carlos Moedas vem agora impor umas comemorações do 25 de novembro que pretendem de alguma forma eclipsar o 25 de Abril, numa tentativa de agregação do voto de direita que não se revê nas comemorações do 25 de Abril”.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Bernardo
    25 nov, 2023 Porto 18:00
    O Porto sempre comerorou 25 de Novembro. Informem-se melhor.

Destaques V+