A+ / A-

Proteção Civil nacional envia 60 operacionais para a Madeira

13 out, 2023 - 03:11 • Ana Rita Borda de Água

Mais de metade do concelho da Calheta, na Madeira, ardeu nos incêndio que lavra a ilha desde quarta-feira. Entretanto, o fogo alastrou-se até ao concelho do Porto Moniz.

A+ / A-

Mais de metade do concelho da Calheta, na Madeira, ardeu nos incêndio que lavra a ilha desde quarta-feira. Entretanto, o fogo alastrou-se até ao concelho do Porto Moniz. Os dois municípios já ativaram os planos municipais de Emergência e Proteção Civil.

Esta sexta-feira, o dispositivo de combate aos incêndios vai ser reforçado com um total de 60 operacionais, revelou à Renascença, António Nunes, presidente do serviço regional da Proteção Civil da Madeira. Por questões de logística, "33 operacionais chegam durante a manhã e os outros 27 partem noutro voo durante a tarde", adiantou.

O presidente do serviço regional da Proteção Civil da Madeira disse que a maior preocupação era no concelho do Porto Moniz, devido há intensidade das chamas.

“A orografia da ilha da Madeira não facilita o emprego de mais meios, porque com estes declives mais acentuados, quando o fogo atinge essas encostas, trepa com muita facilidade.”, explicou António Nunes sobre as dificuldades que os operacionais enfrentam no combate às chamas.

No total, esta sexta-feira, durante a madrugada, estavam 127 operacionais apoiados por 42 veículos.

Há registo de um ferido leve e quanto aos bens, uma casa de habitação e uma casa devoluta ficaram totalmente destruídas. A moradora da casa de habitação ficou entregue a familiares, adiantou António Nunes.

Câmara de Lobos é o terceiro concelho atingido pelas chamas.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+