Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

​Professores protestam em São Bento. "Governo está cada vez mais isolado"

03 out, 2023 - 12:22 • Cristina Nascimento

Secretário-geral geral da Fenprof acusa primeiro-ministro de mentir quando diz que repor tempo de serviço dos professores provocaria um desequilíbrio das contas públicas.

A+ / A-
Foto: Cristina Nascimento/RR
Foto: Cristina Nascimento/RR
Foto: Cristina Nascimento/RR
Foto: Cristina Nascimento/RR
Foto: Cristina Nascimento/RR
Foto: Cristina Nascimento/RR

Cerca de 500 pessoas marcaram esta terça-feira presença na concentração nacional de professores, convocada por oito sindicatos, entre os quais a Fenprof e a FNE, em frente à residência oficial do primeiro-ministro, em São Bento.

Os docentes contestam a falta de respostas às suas reivindicações, entre as quais a reposição integral do tempo de serviço.

Em declarações aos jornalistas, o secretário-geral geral da Fenprof, Mário Nogueira, acusa o primeiro-ministro de mentir quando assegura que aceder a esta reivindicação iria provocar um desequilíbrio das contas públicas.

"Não estamos disponíveis para continuar a ouvir o primeiro-ministro a mentir, para continuar a ouvir o primeiro-ministro com o seu ódio de estimação em relação aos professores. Penso que o senhor primeiro-ministro tem ali um problema mal resolvido com a escola e com os seus professores", disse.

O sindicalista considera ainda que, apesar de esta luta já se prolongar há vários anos, "cada vez mais não são os professores que estão isolados, cada vez mais é o Governo, o Partido Socialista e o primeiro-ministro que, nesta matéria, está isolado".

Nesta concentração será votada uma moção que depois será entregue na residência oficial do primeiro-ministro.

Questionado sobre se os professores vão ser recebidos por Costa, Nogueira explicou que a resposta que receberam é que tal não seria possivel "devido a motivos de agenda".

Além dos dirigentes sindicais e professores em protesto está também nesta concentração uma delegação do PCP, incluindo a deputada Alma Rivera.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Sindico
    03 out, 2023 5 de out 13:01
    Como já foi dito, é inútil ter negociações de farsa com governo PS sobre reposição de tempo roubado. Negoceiem com PSD, para as coisas avançarem após a queda de Costa e da Maioria Absoluta PS - que como o cata-vento mediático disse, não será eterna - que depois cá estaremos para o ajuste de contas eleitoral com o PS.

Destaques V+