A+ / A-

Prisão preventiva para suspeito de abuso sexual de crianças em Moimenta da Beira

07 set, 2023 - 20:02 • Lusa

Segundo um comunicado de imprensa do Departamento de Investigação Criminal de Vila Real da PJ, "foi detido um homem, de 40 anos de idade, fortemente indiciado pela prática dos crimes de abuso sexual de crianças e pornografia de menores".

A+ / A-

Um homem de 40 anos do concelho de Moimenta da Beira ficou em prisão preventiva por ser suspeito de crimes de abuso sexual de crianças e pornografia de menores, disse à agência Lusa fonte da Polícia Judiciária (PJ) esta quinta-feira.

"O homem foi hoje ouvido em Viseu e ficou em prisão preventiva", disse a mesma fonte da PJ, que disse tratar-se de um indivíduo residente no concelho de Moimenta da Beira, distrito de Viseu.

Segundo um comunicado de imprensa do Departamento de Investigação Criminal de Vila Real da PJ, "foi detido um homem, de 40 anos de idade, fortemente indiciado pela prática dos crimes de abuso sexual de crianças e pornografia de menores".

"Os factos ocorreram no decurso do mês de agosto e início de setembro de 2023, numa habitação em Moimenta da Beira, sendo vítima uma criança de seis anos de idade", referiu o documento.

À agência Lusa, a fonte da PJ acrescentou que "há uma relação de proximidade familiar" entre o suspeito e a vítima.

A PJ foi alertada "pela mãe que ouviu a criança falar" e, de início, quando começaram as investigações, contou a fonte, "parecia menos grave do que aquilo que se apurou depois, ou seja, é uma situação grave".

À agência Lusa, a fonte referiu que "fica a dúvida se há ou não mais vítimas", uma vez que "o indivíduo estava fora do sistema" e, por isso, "agora há a necessidade de se investigar a vida" do suspeito.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+