Tempo
|
A+ / A-

DGS. Maternidades encerraram só um turno em 2023 contra 150 no ano passado

01 ago, 2023 - 18:04 • Lusa

O diretor-executivo do Serviço Nacional de Saúde considerou que tal significa que "a organização tem resultados", o que "traz confiança e segurança as grávidas e aos profissionais".

A+ / A-

A programação de turnos nas maternidades do país, este ano, resultou no fecho de apenas um turno sem estar programado. No mesmo período do ano passado fecharam 150 turnos sem estarem planeados, salientou esta terça-feira o diretor-executivo do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

"Nesta altura, em julho de 2022, tinham sido no país todo, em sete meses, fechados mais de 150 turnos de 12 horas nas várias maternidades do país. À data de hoje temos apenas um registo de um turno não programado, não previsto, não planeado", disse Fernando Araújo a jornalistas no Centro Materno Infantil do Hospital de São Francisco Xavier, Lisboa, no âmbito de uma visita ao local para assinalar a transferência (temporária) da atividade assistencial de ginecologia/obstetrícia e neonatologia do Hospital de Santa Maria para São Francisco Xavier.

Fernando Araújo considerou que tal significa que "a organização tem resultados", o que "traz confiança e segurança as grávidas e aos profissionais".

Quanto às transferências de grávidas para hospitais privados, uma possibilidade anunciada em finais de maio pelo ministro da Saúde, Manuel Pizarro, o diretor-executivo do SNS disse que até agora foram transferidas 11 grávidas (do Hospital de Santa Maria), o que corresponde a menos de uma grávida por semana, salientou.

"Em Lisboa temos 500 partos todas as semanas no SNS e desses houve um por semana que teve de ser transferido, de forma a dar qualidade e segurança a essas grávidas", explicou.

Nas declarações aos jornalistas sobre a atratividade ou não do SNS, o diretor-executivo referiu também que no primeiro concurso deste ano 86% dos médicos que concorreram escolheram ficar no SNS, o que considerou muito acima das expectativas.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+