32,08%
8 Deputados
31,11%
7 Deputados
9,79%
2 Deputados
9,07%
2 Deputados
4,26%
1 Deputados
4,12%
1 Deputados
3,76%
0 Deputados
1,22%
0 Deputados
2,62%
0 Deputados
  • Freguesias apuradas: 3092 de 3092
  • Abstenção: 63,48%
  • Votos Nulos: 0,77%
  • Votos em Branco: 1,20%

A+ / A-

Comércio e Serviços recomendam teletrabalho em Lisboa durante a JMJ

13 jul, 2023 - 13:46 • Redação

Objetivo é garantir que "as empresas dos setores dos serviços e do comércio possam adequar da melhor forma a sua atividade aos constrangimentos existentes".

A+ / A-

A Confederação do Comércio e Serviços (CCP) anunciou esta quinta-feira que "vai recomendar, ao conjunto alargado de empresas associadas da região de Lisboa, que implementem o regime de teletrabalho" entre 31 de julho e 4 de agosto, na semana da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), "sempre que possível e se justifique".

Esta recomendação da CCP aplica-se principalmente à região da Grande Lisboa, no período mencionado entre os dias 31 de julho e 4 de agosto, durante o qual as celebrações se concentrarão em Lisboa, Cascais e Loures.

Em comunicado, a CCP diz que a recomendação foi aprovada hoje "após análise das mais recentes informações sobre as iniciativas da JMJ e, em particular, de todas as questões relacionadas com as dificuldades de circulação que vão ser impostas em Lisboa", numa semana em que se antecipa a presença em Lisboa de mais de um milhão de peregrinos.

“Do lado da CCP, estamos muitos atentos às necessidades, objetivos e eventuais constrangimentos colocados aos nossos associados e às empresas que representam neste período das Jornadas Mundiais da Juventude", indica João Vieira Lopes, presidente da CCP.

O objetivo da recomendação de teletrabalho, indica o responsável, é garantir que "as empresas dos setores dos serviços e do comércio possam adequar da melhor forma a sua atividade aos constrangimentos existentes".

"É importante darmos este sinal inclusive tendo em conta que, quer o Governo quer a Câmara Municipal de Lisboa, optaram já pela tolerância de ponto.”

João Vieira Lopes ressalta, contudo, que "a transversalidade da representação da CCP, tendo em conta as suas muitas entidades associadas, obriga a que tenhamos uma atenção diferenciada de acordo com as circunstâncias objetivas e as diferentes ofertas de bens e serviços providenciados”, destacando que, nalguns casos, "o trabalho presencial será determinante para o sucesso da JMJ".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+