Tempo
|
A+ / A-

Desmantelada rede de tráfico de droga que abastecia a ilha Terceira

28 jun, 2023 - 17:59 • Lusa

Alegado líder da rede detido pela Polícia Judiciária.

A+ / A-

Um homem de 44 anos ficou em prisão preventiva por ser o alegado líder de uma rede de tráfico de droga que "abastecia, há vários anos, a ilha Terceira", nos Açores, revelou esta quarta-feira a Polícia Judiciária (PJ).

Em comunicado, a direção nacional da PJ indicou que o detido tinha na sua posse "1.125 doses médias individuais diárias de cocaína, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva pelas autoridades judiciárias na Secção de Praia da Vitória, do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DIAP) da Comarca dos Açores".

A detenção foi feita "em estreita articulação com a Diretoria do Norte" da PJ que suspeita do homem ser "o líder de uma rede que abastecia, há vários anos, a ilha Terceira, com substâncias estupefacientes, com destaque para o haxixe e a cocaína".

A PJ explica que "a desarticulação desta rede começou em maio de 2022, na ilha Terceira", com a detenção de um homem com 21 anos e uma mulher de 26 anos, pela "posse de 14 quilos de haxixe e 1,5 quilos cocaína", que "transportaram de Lisboa para a referida ilha, por via aérea".

Segundo a PJ, a droga apreendida àqueles suspeitos "equivale a, aproximadamente, 28.000 e 7.500 doses médias individuais diárias, respetivamente".

Durante a investigação, foi também possível reunir indícios contra outros suspeitos, no decurso de uma operação policial na área da grande Lisboa, em novembro de 2022.

Na altura, foram realizados dez mandados de busca e detido um homem de 28 anos, que tinha na sua posse "meio quilo de cocaína e perto de um quilo de haxixe, num total de 4.474 doses diárias médias individuais", segundo a PJ.

Já em fevereiro de 2023, acabaria por ser detido, na ilha Terceira, outro homem, com 37 anos, por alegadamente pertencer à mesma rede.

A PJ informa que todos os detidos ficaram "em prisão preventiva".

Nesta investigação, para além das substâncias estupefacientes, a PJ apreendeu "duas pistolas" e "quatro veículos de alta cilindrada".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+