Tempo
|
A+ / A-

Fumos dos incêndios do Canadá já cobrem o continente mas dissipam-se na quinta-feira

27 jun, 2023 - 23:19 • Lusa

O IPMA destaca que a nuvem de fumo tem-se mantido em altitude (acima dos 1000 m) e "deverá dissipar-se" na região de Portugal continental a partir da manhã de quinta-feira, mantendo-se ainda na região dos Açores.

A+ / A-

A nuvem de fumo oriunda dos incêndios do Canadá "cobriu a totalidade do território continental", e vai dissipar-se quinta-feira, intensificando-se a partir de quarta-feira nos Açores e de quinta-feira na Madeira, segundo o IPMA.

"Durante as últimas horas a nuvem de fumo com origem nos incêndios do Canadá cobriu a totalidade do território continental", afirma o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) num comunicado no "site", adiantando que a nuvem, de fumo afetará o país até quinta-feira.

As previsões do serviço CAMS (programa Copernicus) apontam para uma intensificação durante o dia de hoje, especialmente na região sul de Portugal Continental.

"A nuvem deverá intensificar-se também na região dos Açores a partir de amanhã, dia 28, e na Madeira a partir do dia 29 de junho", diz ainda.

O IPMA destaca que a nuvem de fumo tem-se mantido em altitude (acima dos 1000 m) e "deverá dissipar-se" na região de Portugal continental a partir da manhã de quinta-feira, mantendo-se ainda na região dos Açores.

O instituto vai continuar a acompanhar a situação, podendo emitir uma nova atualização, caso se justifique, conclui.

A Agência Portuguesa do Ambiente (APA) emitiu hoje um esclarecimento sobre os níveis de partículas em Portugal continental e nos Açores, informando que "não evidenciam ainda" a influência, na superfície, da nuvem de fumo dos fogos no Canadá.

A APA refere que os níveis de partículas medidos face às classes de índice de qualidade do ar mantêm-se no "Bom" e "Muito Bom" em Portugal continental e Açores.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+