Tempo
|
A+ / A-

"Task force" não confirma (nem desmente) vacinação de jovens até ao início do ano letivo

10 ago, 2021 - 18:41 • Cristina Branco , com redação

António Costa anunciou o calendário, depois de a DGS ter recomendado a vacinação contra a Covid-19 de todos os jovens entre os 12 e os 15 anos de idade. Contactada pela Renascença, fonte da “task force” para a vacinação remete para um comunicado, a emitir possivelmente na quarta-feira.

A+ / A-

Veja também:


A “task force” não confirma, mas também não desmente a informação avançada pelo primeiro-ministro, António Costa, de que até 19 de setembro os adolescentes entre os 12 e os 15 anos terão a vacinação completa contra a Covid-19.

António Costa anunciou na rede social Twitter que, depois de aprovada pela Direção-Geral da Saúde (DGS), a vacinação estará concluída antes do início do ano letivo.

Contactada pela Renascença, fonte da “task force” para a vacinação remete para um comunicado, a emitir possivelmente na quarta-feira, as informações sobre o plano que está nesta altura a ser ultimado para esse processo de vacinar o grupo entre os 12 e os 15 anos.

A DGS recomendou a vacinação contra a Covid-19 de todos os jovens entre os 12 e os 15 anos, anunciou esta terça-feira Graça Freitas em conferência de imprensa. Até agora, só os jovens com doenças de risco estavam indicados para receber a vacina.

Os cerca de 400 mil menores deverão ser acompanhados pelos seus tutores legais e "se não for exatamente antes do início do ano letivo", a vacinação desta faixa etária "acontecerá nos dias a seguir", antevê a diretora-geral da Saúde.


Graça Freitas sublinha que hoje foi anunciada a recomendação técnica, depois terá lugar a decisão logística.

Depois desta conferência de imprensa, o primeiro-ministro, António Costa, prometeu que a vacinação contra a Covid-19 dos jovens entre os 12 e os 17 anos vai acontecer até ao início do ano letivo.

Numa mensagem publicada na rede social Twitter, António Costa começa por aplaudir a recomendação da Direção-Geral da Saúde, de alargar a vacinação a todos as crianças daquela faixa etária.

"Congratulo-me que a ciência tenha confirmado ser possível cumprir o nosso dever de garantir proteção universal a todas as crianças maiores de 12 anos", escreveu o chefe do Governo.

Como anunciou a 21 de julho, no debate sobre o estado da Nação, "tudo está a postos para garantir a administração de duas doses de vacinas até ao início do ano letivo", adianta o primeiro-ministro.

Nesta mensagem aos portugueses, o chefe do Governo explica que "as vacinas foram compradas, a logística aprontada e o calendário definido: jovens entre 12 e 17 anos podem ter vacinação completa até 19 de setembro".

Por outro lado, a vacinação na modalidade Casa Aberta foi alargada a maiores de 18 anos, anunciou esta terça-feira "task force" do plano de vacinação.

Portugal registou esta terça-feira mais 17 mortes pela Covid-19 e 2.232 novos casos, segundo os dados do mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). No total, morreram 17.502 pessoas por Covid-19 desde o início da pandemia e foram registados 990.293 casos.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+