Siga-nos no Whatsapp
A+ / A-

Boletim DGS. Novos casos e mortes por Covid-19 voltam a cair

08 ago, 2021 - 13:56 • Hélio Carvalho

Os internamentos voltaram a aumentar, depois de cinco dias seguidos a descer. Também o número de casos ativos aumentou, mais 915 que no sábado.

A+ / A-

Veja também:


Portugal registou este domingo mais dez mortes pela Covid-19 e 1.982 novos casos, segundo os dados do mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). No total, morreram 17.467 pessoas por Covid-19 desde o início da pandemia e foram registados 986.967 casos.

O índice de transmissibilidade, o R(t), mantém-se em 0.92 no país. A taxa de incidência é de 362,7 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias.

Os internamentos voltaram a subir, depois de cinco dias a descer. Estão internadas 849 pessoas devido à doença - mais onze em relação ao dia anterior. Dessas, 184 estão em unidades de cuidados intensivos, menos duas do que no sábado.

Recuperaram da Covid-19 mais 1.057 pessoas, elevando o total para 924.567 recuperados.

Em relação aos casos ativos, o número voltou a aumentar, para 44.933 casos ativos, mais 915 em relação ao dia anterior. O número de casos ativos resulta da subtração dos recuperados e dos óbitos ao total de casos.

Dos 1.962 novos casos, 742 foram registados na região de Lisboa e Vale do Tejo. Na região Norte, foram registados 651 novos casos, na região Centro 214 casos, na região do Alentejo 95 casos e na região do Algarve 224 casos.

Mais de metade dos óbitos deste domingo foram registados em Lisboa e Vale do Tejo: seis. Na região Centro, foram registados outros três mortos e na região Norte uma morte.

Nas regiões autónomas da Madeira e dos Açores, e nas regiões do Alentejo e do Algarve, não foram registadas quaisquer mortes por Covid-19.

Nas faixas etárias, os maiores aumentos de novos casos voltaram a ser registados nas faixas etárias mais jovens. Até aos 29 anos de idade, foram identificados 1071 novos casos, o que representa mais de metade dos novos casos deste domingo.

A mortalidade continua a afetar, no entanto, os mais velhos. Das dez mortes registadas, uma grande maioria (seis) foram de pessoas com 80 anos ou mais.

Das restantes quatro mortes, três foram de pessoas entre os 70 e os 79 anos e uma entre os 50 e os 59 anos.

[Notícia atualizada às 14h22]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+