Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Vacinação de jovens

Diretor regional de Saúde da Madeira: "Os vírus adoram países com muitos peritos"

03 ago, 2021 - 15:48 • Pedro Mesquita , Joana Gonçalves

Herberto Jesus insiste que dar início à vacinação de crianças entre os 12 e os 15 anos no arquipélago foi o passo certo.

A+ / A-

Veja também:


O diretor regional de Saúde da Madeira, Herberto Jesus, não consegue perceber porque é que a Direção-Geral da Saúde, não seguiu no continente o mesmo caminho do arquipélago, que já está a vacinar a faixa etária dos 12 aos 15 anos.

Em entrevista à Renascença, Herberto Jesus, insiste que foi o passo certo e explica o que esteve na origem da decisão.

“Primeiro, a EMA aprovou a vacina da Pfizer acima dos 12 anos. Segundo, começamos a perceber que na região o número de infetados abaixo dos 12 anos é crescente. Terceiro, começamos também a notar que havia uma faixa da população que nos estava a preocupar por não aderir tanto à vacina: a faixa dos 30 anos para baixo”, começa por esclarecer.

“Quarto, as crianças são um potencial reservatório do vírus. Quinto, há uma entidade que ainda não entendemos bem que é o Long Covid. Perante esta evidência torna-se claro que, de forma a obtermos imunidade e não criarmos reservatórios nas crianças, o passo certo era começar a vacinar”, adianta o diretor Regional de Saúde da Madeira.

Para Herberto Jesus, “os vírus adoram países com muitos peritos, porque demoram muito tempo a decidir”.

No passado domingo, a DGS reafirmou a necessidade de “indicação médica” para a vacinação de crianças entre os 12 e os 15 anos.

“Tratando-se de menores, a vacinação é discutida com os pais ou representantes/tutores legais”, acrescenta a resposta enviada à Renascença, em que são recordadas as principais linhas da comunicação de Graça Freitas.


Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • José J C Cruz Pinto
    03 ago, 2021 ILHAVO 18:06
    ... E "Regiões Autónomas" provavelmente também, ... mas oxalá que não!
  • Ivo Pestana
    03 ago, 2021 Funchal 17:40
    Vejo políticos, advogados, psicólogos, jornalistas e outros a falarem de assuntos epidemiológicos, virais, como se fossem especialistas. Mas, a culpa é de quem lhes dá tempo de antena. Eu mudo de canal, logo.

Destaques V+