A+ / A-

Atenção aos “empréstimos”. GNR identifica grupo suspeito de burla na net

30 jul, 2021 - 07:10 • Marta Grosso

Grupo atuava em Lisboa, Faro e ainda nos Açores. Operação apreendeu vários documentos de prova e equipamento informático utilizado no esquema que terá rendido mais de um milhão de euros.

A+ / A-

Dois homens e uma mulher foram identificados pela GNR nos últimos dias por burlas através da internet, na Área Metropolitana de Lisboa, no distrito de Faro e nos Açores.

Os suspeitos do sexo masculino têm entre 30 e 40 anos e a mulher tem 60 anos. Foram identificados na quarta e quinta-feira, depois de outros três suspeitos terem sido identificados em março, nos distritos de Aveiro, Faro e Lisboa.

A investigação partiu de uma denúncia feita em dezembro de 2020 e permitiu apurar o modo de atuação do grupo: a abordagem inicial era feita através do Facebook, onde solicitavam aos supostos interessados diversas transferências para pagamento de comissões e abertura de um processo de empréstimo.

As vítimas efetuavam as transferências, mas nunca viam o suposto empréstimo ser-lhe creditado na conta.

A GNR conduziu cinco buscas domiciliárias e duas em estabelecimentos comerciais, tendo apreendido diverso material de prova, desde documentação bancária e documentos manuscritos com prova de receção e depósitos de valores monetários de diversas proveniências, revela o comunicado divulgado nesta sexta-feira.

Foram também apreendidos diversos equipamentos informáticos utilizados no esquema (telemóveis, computadores e ‘tablets’), para serem sujeitos a perícia técnica.

De acordo com as estimativas da GNR, e da análise da prova obtida, o esquema terá rendido mais de um milhão de euros, tendo sido enganadas centenas de pessoas.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+