Tempo
|
A+ / A-

Educação

Governo aprova cerca de 43 ME para contratos de associação com colégios privados

08 jul, 2021 - 21:03 • Lusa

A despesa vai servir para os “apoios financeiros decorrentes da celebração de contratos de associação para o ciclo de ensino compreendido entre os anos letivos 2021/2022 e 2023/2024”.

A+ / A-

O Conselho de Ministros aprovou esta quinta-feira uma despesa de 42,9 milhões para o financiamento de contratos de associação com os colégios privados, o mesmo valor autorizado no ano passado.

A despesa vai servir para os “apoios financeiros decorrentes da celebração de contratos de associação para o ciclo de ensino compreendido entre os anos letivos 2021/2022 e 2023/2024”, refere o comunicado do Conselho de Ministros, sem adiantar valores.

Questionado pela agência Lusa, o Ministério da Educação revelou que, à semelhança do ano passado, foram autorizados 42.906.500 euros, sem detalhar o número de turmas e de escolas abrangidas.

No caso destes contratos, que financiam com verbas do Estado a frequência de escolas particulares por alunos que residam em zonas sem oferta pública de escolas no âmbito da escolaridade obrigatória, o Governo autorizou a despesa a realizar para o período entre 2021 e 2024, que abrange os dois próximos anos letivos.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+