Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Arrancou julgamento de Ricardo Salgado com audição de ex-contabilista do BES

06 jul, 2021 - 15:31 • Lusa

A primeira testemunha é Machado da Cruz, contabilista do BES entre 2004 e 2014.

A+ / A-
O ex-Dono Disto Tudo vai a julgamento pela primeira vez
O ex-Dono Disto Tudo vai a julgamento pela primeira vez

O ex-banqueiro Ricardo Salgado começou esta terça-feira a ser julgado no Tribunal Central Criminal de Lisboa, com a audição da primeira testemunha, Machado da Cruz, contabilista do BES entre 2004 e 2014.

Trinta minutos depois da hora marcada, o julgamento de Ricardo Salgado arrancou hoje às 14h30 com a audição de Francisco António Machado da Cruz, de 62 anos e que atualmente está desempregado.

Ao coletivo de juízes, Machado da Cruz explicou que é licenciado em gestão e que foi “colaborador no Grupo Espírito Santo”, onde foi “responsável pela contabilidade” durante uma década, entre 2004 e 2014.

O ex-banqueiro de 77 anos voltou a não comparecer hoje no Campus da Justiça, onde à terceira tentativa começou o julgamento, em que responde por três crimes de abuso de confiança, devido a transferências de mais de 10 milhões de euros no âmbito do processo Operação Marquês.

Além da sessão de hoje, o juiz Francisco Henriques já agendou sessões até finais de setembro.

O antigo presidente do BES foi pronunciado pelo juiz de instrução Ivo Rosa por três crimes de abuso de confiança, em processo conexo e separado da Operação Marquês.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+