Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Berardo

Novo advogado critica detenção de Berardo depois de "cinco ou seis anos"

29 jun, 2021 - 20:21

Paulo Saragoça da Matta não sabe ainda o que está em causa na investigação ao empresário, mas fez questão de elogiar a “amabilidade” dos agentes da Polícia Judiciária.

A+ / A-
Paulo Saragoça da Matta, novo advogado de Joe Berardo. Foto: José Sena Goulão/Lusa
Paulo Saragoça da Matta, novo advogado de Joe Berardo. Foto: José Sena Goulão/Lusa
Joe Berardo foi detido esta terça-feira. Foto: António Cotrim/Lusa
Joe Berardo foi detido esta terça-feira. Foto: António Cotrim/Lusa

O novo advogado de Joe Berardo criticou esta terça-feira a forma como o seu cliente foi detido.

Paulo Saragoça da Matta falou com a imprensa para dizer que acha “curiosas” as investigações que duram vários anos até que “alguém se lembra” de deter pessoas.

O advogado não quis ainda antecipar o que Berardo vai dizer ao juiz Carlos Alexandre na quarta-feira, mas elogiou a “amabilidade” da Polícia Judiciária.

“O que o meu cliente quer dizer só ele é que sabe. Eu tenho é a elogiar a amabilidade e a simpatia dos senhores inspetores da Polícia Judiciária, que foram muito amáveis, quanto ao resto, o que penso sobre estas detenções está escrito e publicado em obra académica.”

“Acho sempre curiosas estas investigações que duram cinco ou seis anos e só depois é que alguém se lembra de haver uma detenção”, disse.

Sobre o conteúdo do processo, Paulo Saragoça da Matta disse não saber de nada ainda. “Não sei o que está em causa na investigação. Realmente houve diligências de busca e apreensão, houve uma detenção, e só amanhã é que haverá tomada de declarações.”

Joe Berardo foi detido esta terça-feira, juntamente com o advogado que tem estado ao seu serviço ao longo dos últimos anos. O empresário tem sido investigado no âmbito dos buracos financeiros de vários bancos.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Antonio Jorge Rainho
    02 jul, 2021 O.Azeméis 16:45
    A Lei é o que é...! Se querem acabar com a impunidade, alarguem os prazos de prescrição ! Tal como está, o crime compensa !!!
  • EU
    30 jun, 2021 PORTUGAL 11:56
    Senhor Advogado, as suas OBRAS ACADÉMICAS, deveriam isso sim, aconselharem o fim de PRESCRIÇÃO para estes tipos de CRIME. O tempo de vida de um SER VIVO, Ser Humano, não tem tempo nem tão pouco PRESCREVE. Quando nasce sabe que vai morrer. Ora o " CRIMINOSO " deveria saber que não existe PRESCRIÇÃO para o crime.

Destaques V+