Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Detido suspeito de mais de 300 crimes de abuso sexual de criança

28 jun, 2021 - 14:45 • Lusa

Homem também é suspeito de molestar uma idosa que se encontrava a seu cargo.

A+ / A-

Um homem de 37 anos ficou em prisão preventiva por ser suspeito de mais de 300 crimes de abuso sexual sobre uma criança e de 10 crimes de abuso sexual sobre pessoa incapaz de resistência, foi hoje anunciado.

Em comunicado, a Polícia Judiciária (PJ) revela que os factos relativos à criança começaram em 2020, "quando o autor, familiar direto, passou a residir com a mesma, num período de ausência da mãe da menor".

O suspeito aproveitava-se "da relação de confiança, de proximidade e de dependência familiar" para a molestar sexualmente, de forma repetida.

Entretanto, no início deste ano, o homem "tornou-se o principal cuidador de uma familiar idosa dependente, aproveitando-se desse facto para a submeter a atos sexuais graves", lê-se no comunicado.

A criança em causa tem atualmente 12 anos e a pessoa incapaz de resistência tem 74 anos e debilidades psicomotoras.

Os factos foram praticados no distrito de Lisboa e, segundo a PJ, o homem está indiciado da prática de mais de 300 crimes de abuso sexual, na sua forma agravada.

O homem, que possui antecedentes criminais por tráfico de droga, foi detido e presente a primeiro interrogatório, onde lhe foi aplicada a medida de coação mais gravosa, prisão preventiva.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+