Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Desconfinamento pode ter novidades a partir de dia 14

02 jun, 2021 - 10:50 • Marta Grosso com redação

Conselho de Ministros poderá ajustar critérios de risco nos concelhos com pouca população.

A+ / A-

Veja também:


O Conselho de Ministros está reunido nesta quarta-feira e poderá aprovar alterações às regras do desconfinamento.

Segundo o jornal “Público”, em cima da mesa estarão novas etapas a aplicar a partir do próximo dia 14, podendo ser alterados os critérios de risco para os concelhos de baixa densidade populacional.

Até agora, os limites de risco estão entre 120 e nos 240 novos casos de Covid-19 por 100 mil habitantes. Nos concelhos menos povoados, este rácio faz com que um pequeno número de casos baste para ultrapassar as linhas vermelhas e travar – ou mesmo retroceder – o desconfinamento.

A alteração das variáveis da matriz de risco tem vindo a ser defendida por alguns especialistas e políticos. Do lado do PSD, o deputado Ricardo Baptista Leite considera que se deve introduzir “a vacinação, a positividade dos testes ou a ligação epidemiológica entre os casos” nas variáveis da tomada de decisão sobre o desconfinamento.

Da mesma maneira, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, diz que a matriz tem de mudar, pois há já muita gente vacinada e “a vida tem de continuar”.

Na última reunião no Infarmed, Raquel Duarte, da ARS Norte e do Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto, avançou novos níveis de desconfinamento, propostos pelos especialistas daquele instituto e que se dividem A, B e C, sendo que A é o mais avançado e com menos restrições.

Na reunião desta quarta-feira (que o Governo antecipa por amanhã ser feriado), deverá ainda ser aprovado o plano de regras sanitárias preventivas de contágio por Covid-19, avança o “Público”. Essas novas regras deverão entrar em vigorar também em 14 de junho.

Em Portugal, morreram 17.025 pessoas dos 849.538 casos de infeção confirmados, de acordo com o último boletim da Direção-Geral da Saúde.

Desde que se iniciou a vacinação contra a Covid-19, a 27 de dezembro de 2020, Portugal já recebeu 6.254.220 vacinas, tendo sido distribuídas pelos postos de vacinação do território continental e pelas regiões autónomas 5.644.760 doses.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+