Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

LIGA DOS CAMPEÕES

Final da Champions atrai três mil hóspedes ao Porto. DGS deixa recomendações à FPF

26 mai, 2021 - 17:43 • Joana Gonçalves

Presidente da Associação Portuguesa de Hotelaria, Restauração e Turismo confiante de que Governo permitirá extensão de horários na restauração, na noite do jogo

A+ / A-

Veja também:


A final da Liga dos Campeões, que se realiza no Estádio do Dragão no próximo sábado, fez disparar as reservas de hotéis na cidade do Porto. De acordo com a estimativa do Presidente da Associação Portuguesa de Hotelaria, Restauração e Turismo (APHORT), o evento estará na origem de cerca de três mil reservas.

“Houve um aumento da procura nestas últimas semanas, que nós acreditamos que esteja relacionado com esse jogo. Estamos a falar na ordem das duas e três mil pessoas. Prevemos a chegada destes turistas entre sexta e sábado”, adiantou, em entrevista à Renascença, Rodrigo Pinto Barros.

Inicialmente, o Governo garantiu que os adeptos que chegassem a Portugal para assistir ao jogo estariam menos de 24 horas em território nacional e em 'bolha', desde a chegada até ao regresso ao país de origem. No entanto, a três dias da final, a UEFA diz que não é obrigatório que os adeptos ingleses se desloquem apenas no dia do jogo.

Questionada sobre eventuais recomendações à autarquia do Porto, aos adeptos e à entidade organizadora, a Direção-Geral da Saúde adiantou, em resposta à Renascença, que já emitiu um conjunto de regras para a realização do evento, “cuja organização é da responsabilidade da Federação Portuguesa de Futebol”.

Entre as recomendações estão a “testagem do público, a existência de dois lugares de intervalo entre espectadores, entradas e saídas com circuitos próprios e separados, ou a organização de filas de espera que garantam o distanciamento de dois metros, entre pessoas não coabitantes, nas áreas de espera e de atendimento”.

O presidente da APHORT garantiu que todas as unidades hoteleiras estão preparadas para seguir as regras impostas pela DGS, mas avançou que não foram emitidas recomendações específicas para a data do evento.

Rodrigo Pinto Barros está confiante de que o Governo permitirá extensão de horários na restauração, na noite do evento, uma vez que o jogo termina perto das 22h00. “Ainda não tivemos essa resposta, mas tem havido sempre alguma flexibilidade por parte do Governo na aceitação desses pedidos”, diz.

“É natural que [esse comunicado] seja feito de uma forma direta às unidades hoteleiras para que haja essa possibilidade flexibilização dos horários do funcionamento dos restaurantes dos hotéis”, acrescenta.

Apesar do aumento das reservas, o presidente da APHORT adianta que é cedo para tirar conclusões quanto a um possível impacto positivo para a economia local, uma vez que “estamos muito condicionados quanto ao número de pessoas nos restaurantes, com os horários, enfim temos alguns condicionalismos que nos tiram a capacidade de responder a eventuais pedido”.

O dirigente não nega, também, alguma preocupação perante eventuais quebras do cumprimento das regras sanitárias. “Do ponto de vista sanitário, [encaro o evento] com alguma preocupação, porque as últimas indicações que temos de aglomeração de pessoas, nomeadamente no jogo do Sporting e do Braga, verificou-se depois um aumento do número de infetados”, afirma.

A final da Liga dos Campeões está marcada para sábado às 20h, com a presença de 16.500 adeptos, no estádio do Dragão.


Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Anónimo
    28 mai, 2021 Lisboa 09:13
    E Portugal a acolher todos esses hooligans... Venha o turismo Covid! Com que moral podem falar do Sporting? Estou FARTO!

Destaques V+