Tempo
|
A+ / A-

​Identificado jovem que disse no Instagram ter violado rapariga

24 fev, 2021 - 14:42 • Redação, com Lusa

PSP de Viseu adianta que “tudo leva a crer" que o jovem tenha fantasiado. Até ao momento, “não existe qualquer denúncia de violação ou outro crime sexual”.

A+ / A-

A PSP de Viseu identificou um jovem de 19 anos que disse, num direto na rede social Instagram, ter violado uma rapariga. Polícia admite que o rapaz pode ter fantasiado.

“Efetuadas diligências, esta Polícia, através de elementos da investigação criminal, identificou o suspeito, um cidadão de 19 anos de idade, residente nesta cidade, bem como também identificou os dois jovens que também aparecem no vídeo”, refere a PSP, em comunicado.

As autoridades apreenderam o telemóvel do suspeito e adiantam que, até ao momento, “não existe qualquer denúncia de violação ou outro crime sexual”.

A PSP adianta que, “das diligências efetuadas, tudo leva a crer que o conteúdo do vídeo não seja verídico, no entanto o expediente foi remetido ao Ministério Público que lhe dará o destino conveniente”.

A Polícia Judiciária de Coimbra já tem conhecimento de todas as diligências.

Em declarações à agência Lusa, o comandante Vítor Rodrigues, PSP de Viseu, adianta que “tudo leva a crer” que ele estivesse a fantasiar.

“Assim que tivemos conhecimento desse vídeo no Instagram fomos ver quem era o indivíduo. Foi identificado, foi apreendido o telemóvel, o processo foi remetido para tribunal e o Ministério Público decidirá, mas tudo leva a crer que é falso”, frisou.

Segundo Vítor Rodrigues, por um lado, a PSP não recebeu qualquer denúncia de violação da rapariga em causa, cujo nome foi identificado durante o direto no Instagram.

Por outro lado, “o indivíduo está institucionalizado e a própria diretora diz que ele às vezes tem alguma imaginação e não tem muita noção dos seus atos”, acrescentou.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+