32,08%
8 Deputados
31,11%
7 Deputados
9,79%
2 Deputados
9,07%
2 Deputados
4,26%
1 Deputados
4,12%
1 Deputados
3,76%
0 Deputados
1,22%
0 Deputados
2,62%
0 Deputados
  • Freguesias apuradas: 3092 de 3092
  • Abstenção: 63,48%
  • Votos Nulos: 0,77%
  • Votos em Branco: 1,20%

A+ / A-

Mulher leva tio morto ao banco para conseguir empréstimo

17 abr, 2024 - 19:05 • Ricardo Vieira

Suspeita de fraude entrou no banco com o familiar falecido numa cadeira de rodas. “Tio, tá ouvindo? O senhor precisa assinar", disse a mulher, que acabou detida.

A+ / A-

Uma mulher levou o tio morto ao banco para tentar conseguir um empréstimo, mas acabou detida. O estranho caso aconteceu terça-feira, no Rio de Janeiro, Brasil.

Érika S. procurava conseguir um crédito de 17 mil reais, o equivalente a três mil euros, com a assinatura do tio.

A mulher levou o tio, que estava morto há algum tempo, numa cadeira de rodas. O momento foi filmado pelas câmaras de vídeovigilância do banco e a conversa também ficou gravada.

“Tio, tá ouvindo? O senhor precisa assinar. Se o senhor não assinar, não tem como”, segundo um excerto da conversa citada pelo site de informação G1.

No entanto, as funcionárias da instituição bancária suspeitaram do comportamento da mulher - e de toda a situação - e chamaram a polícia.

Érika S. foi detida pelas autoridades e o corpo do tio, de 68 anos, foi levado para o Instituto de Medicina Legal para a realização de perícias.

A mulher é suspeita de vários crimes, entre os quais furto através de fraude e profanação de cadáver.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • TIMBO CASPITE
    18 abr, 2024 LISBOA 08:19
    Pois é... Num país onde o próprio presidente é um exemplo de corrupção e desonestidade alguns se acham no direito de agirem como se o crime compensa.

Destaques V+