32,08%
8 Deputados
31,11%
7 Deputados
9,79%
2 Deputados
9,07%
2 Deputados
4,26%
1 Deputados
4,12%
1 Deputados
3,76%
0 Deputados
1,22%
0 Deputados
2,62%
0 Deputados
  • Freguesias apuradas: 3092 de 3092
  • Abstenção: 63,48%
  • Votos Nulos: 0,77%
  • Votos em Branco: 1,20%

A+ / A-

Bolsonaro convoca manifestação para defesa de "todas as acusações"

13 fev, 2024 - 08:46 • Maria Costa Lopes

Numa mensagem de vídeo deixada nas redes sociais, o ex-presidente brasileiro pede uma demonstração "pacífica" dos seus apoiantes.

A+ / A-

O ex-presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, convocou uma manifestação para o próximo dia 25, na Avenida Paulista, em São Paulo.

Bolsonaro diz, numa mensagem vídeo deixada nas rede social X (antigo Twitter), que o objetivo é levar a cabo um "ato pacífico" para se "defender de todas as acusações" de que tem sido alvo.

O encontro está marcado para as 15h00 locais (12h00 em Lisboa) no último domingo de fevereiro.

O ex-presidente pede ainda que os manifestantes se vistam de "verde e amarelo" e "não compareçam com qualquer faixa ou cartaz contra quem quer que seja".

Bolsonaro sinaliza ainda no vídeo o desejo de uma demonstração dos seus apoiantes. "Mais do que discurso, uma fotografia de todos vocês, porque vocês são as pessoas mais importantes desse evento para mostrarmos para o Brasil e para o mundo a nossa união, as nossas preocupações, o que nós queremos. Deus, pátria, família e liberdade. Até lá, se Deus quiser", termina.

Na última semana, a Polícia Federal levou a cabo a operação "Tempus Veritatis", que atingiu o núcleo duro do bolsonarismo, acusado de planear o golpe contra a democracia e as eleições de 2022.

Na sequência da mesma operação, Bolsonaro foi obrigado a entregar o seu passaporte pelo Supremo Tribunal Federal.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+