A+ / A-

Rússia assume controlo de Marinka, perto de Donetsk

25 dez, 2023 - 17:08 • Lusa

De acordo com o ministro da Defesa da Rússia, Marinka é “uma poderosa área fortificada conectada por passagens subterrâneas” que a protegem de artilharia e ataques aéreos.

A+ / A-

O Exército russo assumiu o controlo da cidade de Marinka, perto de Donetsk, no leste da Ucrânia, disse esta segunda-feira o ministro da Defesa da Rússia, Sergei Shoigu, permitindo a Moscovo continuar a sua ofensiva contra o ocidente nesta região.

"A cidade de Marinka, localizada a cinco quilómetros a sudoeste de Donetsk, foi completamente libertada hoje”, disse Sergei Shoigu, numa entrevista televisiva com o Presidente da Rússia, Vladimir Putin.

Marinka foi transformada pelo exército ucraniano num reduto desde 2014. O início de um conflito com os separatistas pró-Rússia liderados por Moscovo fez com que os russos passassem a controlar o território, nomeadamente a cidade de Donetsk.

De acordo com o ministro da Defesa da Rússia, Marinka é “uma poderosa área fortificada conectada por passagens subterrâneas” que a protegem de artilharia e ataques aéreos.

“Graças às ações decisivas dos nossos soldados, a fortaleza foi destruída”, disse Sergei Shoigu.

“A libertação da cidade reduz naturalmente as capacidades de defesa das Forças Armadas da Ucrânia e dá-nos mais oportunidades para continuar a nossa ação neste sentido”, acrescentou.

Vladimir Putin congratulou-se com o facto de o controlo de Marinka manter as tropas ucranianas afastadas de Donetsk, a capital regional sob controlo russo, que tem sido regularmente alvo de bombardeamentos ucranianos desde 2014.

“Reduzimos significativamente o alcance da ação de artilharia perto de Donetsk e isto permite agora que Donetsk seja defendida de forma mais eficaz contra os ataques”, sublinhou o Presidente da Rússia.

Como zona fortificada, Marinka dá às tropas russas “a possibilidade de ter um espaço operacional mais amplo”, reforçou Vladimir Putin.

As forças russas recuperaram a iniciativa na frente de combate desde o fracasso da contraofensiva ucraniana, ganhando terreno especialmente no leste da Ucrânia.

Em particular, há vários meses que o Exército russo tenta cercar outro reduto ucraniano, o de Avdiïvka, também no leste da Ucrânia.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+