Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

EUA anunciam nova ajuda militar de 91 milhões de euros à Ucrânia

20 nov, 2023 - 20:12 • Lusa

Novo pacote inclui sistemas Himars, munições de artilharia e armas antitanque, para além de munições de pequeno calibre.

A+ / A-

Os Estados Unidos anunciaram, esta segunda-feira, uma nova ajuda militar à Ucrânia de 100 milhões de dólares (91,6 milhões de euros), que inclui designadamente meios de defesa antiaérea, no dia em que o secretário da Defesa se encontra em Kiev.

O novo pacote inclui sistemas Himars, munições de artilharia e armas antitanque, para além de munições de pequeno calibre, segundo comunicados do Pentágono e do Departamento de Estado.

Esta nova ajuda é proveniente de fundos já aprovados pelo Congresso norte-americano, e na expectativa do voto sobre uma nova doação dirigida à Ucrânia que foi solicitada pelo Presidente Joe Biden, mas que permanece em suspenso devido à oposição dos eleitos republicanos.

"É crucial que o Congresso adote as medidas para apoiar a Ucrânia ao aprovar um pacote orçamental suplementar", insistiu o chefe da diplomacia norte-americana Antony Blinken, citado no comunicado.

Esta segunda-feira, em Kiev, o secretário da Defesa norte-americano assegurou ao Presidente ucraniano Volodymyr Zelensky um apoio "prolongado e consistente" de Washington face à invasão russa.

Os Estados Unidos têm-se destacado como o principal doador de ajuda militar à Ucrânia, com um total de pelo menos 44 mil milhões de dólares desde o início da invasão da Ucrânia pelas tropas russas.

A ofensiva militar russa no território ucraniano, lançada a 24 de fevereiro do ano passado, mergulhou a Europa naquela que é considerada a crise de segurança mais grave desde a Segunda Guerra Mundial (1939-1945).

Os aliados ocidentais da Ucrânia têm fornecido armas a Kiev e aprovado sucessivos pacotes de sanções contra interesses russos para tentar diminuir a capacidade de Moscovo de financiar o esforço de guerra.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+