A+ / A-

Islândia prepara-se para a erupção do Fagradalsfjall

15 nov, 2023 - 10:43 • Redação

Na madrugada desta quarta-feira foram registados 600 sismos.

A+ / A-
Sismos na Islândia rasgam estradas e obrigam a retirar residentes
Sismos na Islândia rasgam estradas e obrigam a retirar residentes

A Islândia mantém-se em estado de emergência devido à iminência da erupção do vulcão Fagradalsfjall.

Uma das prioridades foi evacuar a cidade de Grindavik, com cerca de quatro mil habitantes, já que se espera a erupção do vulcão na península sudoeste.

A localidade foi também uma das mais afetadas pelos sismos dos últimos dias. Os habitantes puderam recolher os seus bens-essenciais, mas foram alertados pelas autoridades que era apenas para "entrar e sair" e, caso ouvissem alguma sirene, deveriam abandonar tudo e sair o mais rápido possível.

Na madrugada desta quarta-feira foram registados 600 sismos, regista o Met Office da Islândia, um número menor em relação aos últimos dias. Contudo, não significa que as operações de prevenção devem abrandar.

Ao Daily Mail, Rikke Pederson, diretor do Centro Vulcanológico Nórdico com sede em Reykjavik, disse que "menos atividade sísmica normalmente precede uma erupção, porque chegou tão perto da superfície que não pode acumular muita tensão para desencadear grandes terremotos".

Segundo especialistas ouvidos pelo jornal inglês, o magma estará a 500 metros da superfície.

As autoridades estão a preparar-se para construir um "muro de defesa" à volta da central geotérmica de Svartsengi, o principal fornecedor de eletricidade e água a 30 mil pessoas na península de Reykjanes, bem como de um reservatório de água doce.

Além disso, o ministro da Justiça da Islândia, Gudrun Hafsteinsdottir, disse à RÚV, órgão de comunicação social islandês, que equipamentos e materiais, que dariam para encher 20 mil camiões estão a ser transportados para a central e apenas falta a aprovação formal do Governo para se dar início à construção do muro.

Também o spa térmico Blue Lagoon encerrou por precaução até ao dia 30 de novembro.

Por precaução, foi acionado um alerta laranja para a aviação, indica o New York Times, mas ainda não foram registadas interrupções ou cancelamentos de voos.

Desta vez, nada indica que os voos para a Islândia sejam afetados, afirma o Governo islândes. Em 2011, o vulcão Eyjafjallajokull, um dos maiores do país, entrou em erupção e a nuvem de cinzas produzida foi suficiente para interromper o tráfego aéreo durante alguns dias.

Sendo um país turístico, a RÚC transmite em direto várias áreas do país, em especial áreas vulcânicas.

A Islândia tem 33 sistemas vulcânicos ativos, o número mais elevado da Europa.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+