A+ / A-

Renascença no Médio Oriente

Israel avisa que Líbano "vai pagar preço elevado" por apoiar Hamas. Rocket atinge casa em Telavive

02 nov, 2023 - 19:15 • Catarina Santos, enviada especial da Renascença ao Médio Oriente , João Malheiro

Do lado de Israel, a jornalista Catarina Santos indica que "18 soldados israelitas morreram em Gaza, com idades entre os 19 e os 22 anos". As manifestações de famílias com reféns têm "multiplicado dia após dia" nas ruas.

A+ / A-
Catarina Santos, enviada da Renascença no Médio Oriente, a 2 de novembro
Ouça a enviada da Renascença ao Médio Oriente

Israel acredita que o Líbano "vai pagar um preço elevado" por apoiar o Hamas, numa altura em que se deslocam para o sul do país milícias apoiadas pelo Irão, segundo relata a enviada especial da Renascença ao Médio Oriente.

A jornalista Catarina Santos conta que "ainda esta tarde um rocket lançado a partir do Líbano atingiu uma casa numa área perto do aeroporto de Telavive". Não há, até agora, registo de vítimas.

"As forças israelitas dão conta de um reforço de tropas a norte de Gaza", refere a repórter, numa altura em que ambos os lados do conflito dão registo de combates intensos nesta área.

Do lado de Israel, Catarina Santos indica que "18 soldados israelitas morreram em Gaza, com idades entre os 19 e os 22 anos".

A correspondente da Renascença descreve que os funerais "reúnem centenas de pessoas que prestam apoio às famílias".

"A maioria das famílias israelitas têm alguém nas fileiras de combate ou pronto a ser chamado, daí que esta empatia entre estranhos se torna bem visível", explica.

Catarina Santos regista, também, que as manifestações de famílias com reféns têm "multiplicado dia após dia" nas ruas de Israel.

"Este sábado deverá reunir-se uma grande manifestação em Telavive para pedir contas ao Governo e reforçar que os reféns estão nas suas mãos", acrescenta.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+