A+ / A-

Terrorismo

UE prorroga sanções ao Estado Islâmico e Al-Qaeda

23 out, 2023 - 14:50 • Lusa

Sanções em vigor aplicam-se também a pessoas, grupos, empresas e entidades associados aos dois grupos terroristas.

A+ / A-

A UE prorrogou esta segunda-feira por mais um ano, até 31 de outubro de 2024, as sanções em vigor contra as organizações terroristas Estado Islâmico (Daesh) e Al-Qaeda, bem como a pessoas, grupos, empresas e entidades a ele associados.

Atualmente, segundo um comunicado do Conselho da UE, o regime de medidas restritivas em vigor aplica-se a 14 pessoas e 5 grupos, que estão sujeitos ao congelamento de bens e à proibição de viajar para a UE.

Além disso, as pessoas e entidades da UE estão proibidas de colocar fundos, ativos financeiros ou recursos económicos à disposição de quem está abrangido pelo regime de sanções.

Estas sanções são complementares às impostas pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas contra o Daesh [acrónimo em árabe do auto-proclamado Estado Islâmico] e a Al-Qaeda.

O regime de sanções da UE complementares às duas organizações terroristas foi adotado pela primeira vez em 20 de setembro de 2016.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+