Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

Zero considera que UE "fez história" com acordo sobre gases fluorados

05 out, 2023 - 18:59 • Lusa

Conselho da União Europeia e Parlamento Europeu chegaram esta quinta-feira a acordo político para a eliminação progressiva até 2050 dos gases fluorados, utilizados em frigoríficos, aparelhos de ar condicionado, bombas de calor ou equipamentos de proteção contra incêndio.

A+ / A-

A associação ambientalista Zero considerou esta quinta-feira que o acordo alcançado sobre gases fluorados utilizados em inúmeras aplicações associadas à refrigeração, nomeadamente nos equipamentos de ar condicionado, marca "uma das maiores vitórias climáticas deste mandato da União Europeia".

Em comunicado, a ZERO aplaude o acordo conseguido esta quinta-feira sobre gases fluorados, frisando que o calendário proposto para a eliminação progressiva destes potentes gases com efeito de estufa assinala "uma mudança de paradigma, conduzindo sectores-chave, como as bombas de calor e ar condicionado, a utilizarem refrigerantes amigos do clima".

"A UE fez história com a revisão do regulamento relativo aos gases fluorados. O acordo interinstitucional alcançado, entre Conselho, Parlamento Europeu e Comissão Europeia, abre caminho para que a Europa se torne o primeiro continente livre de hidrofluorcarbonetos (HFC) até 2050, estabelecendo uma norma ambiental e climática sem precedentes à escala global", precisa a associação.

O Conselho da União Europeia e o Parlamento Europeu chegaram a acordo político para a eliminação progressiva até 2050 dos gases fluorados, utilizados em frigoríficos, aparelhos de ar condicionado, bombas de calor ou equipamentos de proteção contra incêndio.

Além do pacto sobre a regulamentação dos gases fluorados, os negociadores das instituições europeias chegaram a acordo sobre outra regulamentação relacionada com substâncias nocivas à camada de ozono.

Estas normas, uma vez ratificadas oficialmente por ambas as instituições, irão "reduzir ainda mais as emissões para a atmosfera e contribuir para limitar o aumento da temperatura global", indicou a presidência espanhola.

No comunicado, a Zero dá conta que "quase 2,5% das emissões globais da UE, equivalentes a todo o setor da aviação da UE, serão poupadas até 2050 graças à eliminação completa dos gases fluorados. .

Para o presidente da ZERO, Francisco Ferreira, o acordo é "uma vitória tripla". .

"Em primeiro lugar, é uma vitória para o clima, devido à contribuição significativa dos gases fluorados para as emissões de gases com efeito de estufa na UE. É também uma vitória para a nossa saúde e ambiente, uma vez que os gases fluorados são uma fonte importante de emissões perigosas de substâncias perfluoroalquiladas na Europa. Finalmente, esta é uma vitória para a indústria verde da Europa, que é o lar da produção de alternativas amigas do clima aos gases fluorados: refrigerantes naturais", afirmou.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+