Tempo
|

35,46%
47 Deputados
25,31%
29 Deputados
9,02%
7 Deputados
6,35%
3 Deputados
3,99%
1 Deputados
3,09%
1 Deputados
1,38%
0 Deputados
1,25%
0 Deputados
1,11%
0 Deputados
5,15%
5 Deputados
  • Freguesias apuradas: 2507 de 3092
  • Abstenção: 45,04%
  • Votos Nulos: 5,43%
  • Votos em Branco: 2,47%

Total esquerda: 57Mandatos
Pan: 1Mandatos
Total direita: 35Mandatos
A+ / A-

Afeganistão. Pelo menos cinco mortos no aeroporto de Cabul

16 ago, 2021 - 08:50 • Redação com agências

Só voos militares estão autorizados a abandonar o país, depois da luz verde das forças norte-americanas que controlam o tráfego aéreo. Entretanto, as companhias aéreas decidiram não sobrevoar espaço aéreo afegão.

A+ / A-

Pelo menos cinco civis morreram no aeroporto de Cabul numa altura em que multidões tentam invadir a pista e entrar nos aviões para abandonar o Afeganistão, avança a agência Reuters.

Testemunhas relatam ter visto os corpos de cinco pessoas a serem transportados para um veículo.

As tropas norte-americanas, que tomaram controlo do aeroporto de Cabul, efetuaram disparos para o ar numa tentativa de dispersar as multidões, informou um oficial norte-americano esta segunda-feira.


De acordo com a BBC, que cita um oficial dos Estados Unidos, os militares americanos no aeroporto de Cabul dispararam para o ar numa tentativa de controlar multidões de civis que invadiram a pista. “Estava fora de controlo. Os disparos serviram para dispersar o caos”.

O aeroporto de Cabul está envolto em caos, com milhares de afegãos a tentar abandonar o país.

A Alemanha e a França vão enviar voos militares para retirarem os respetivos cidadãos nacionais, sobretudo funcionários diplomáticos.

A primeira ligação aérea para retirada de cidadãos franceses organizada pelo executivo de Paris deve ocorrer esta segunda-feira, disse a ministra das Forças Armadas, Florence Parly.

A rotação de voos vai efetuar-se entre uma base francesa nos Emirados Árabes Unidos e a capital do Afeganistão dominada pelas forças talibãs desde domingo.

A Alemanha enviou para Cabul o primeiro aparelho de transporte (A400M) da Força Aérea para retirar do Afeganistão pessoal da embaixada de Berlim, cidadãos alemães e trabalhadores afegãos contratados localmente.

No domingo, partiu da capital afegã um aparelho norte-americanos, com 40 cidadãos alemães a bordo e que já se encontra no Qatar, de acordo com a televisão ARD.

Vários elementos da embaixada da Alemanha ainda se encontram no terminal militar do aeroporto de Cabul, protegidos por soldados dos Estados Unidos, disse no domingo o ministro dos Negócios Estrangeiros alemão, Heiko Maas.

Os talibãs tomaram o controlo de Cabul no domingo, depois de terem entrado na capital sem encontrar resistência, com quase todas as províncias debaixo do seu domínio. Os talibãs controlam neste momento quase 100% do território. Há uma debandada das embaixadas ocidentais e uma corrida aos bancos.

Um porta-voz do movimento islâmico radical, que governou no Afeganistão entre 1996 e 2001, disse à televisão pública britânica BBC que os talibãs pretendem assumir o poder no Afeganistão "nos próximos dias", através de uma "transição pacífica", 20 anos após terem sido derrubados por uma coligação liderada pelos Estados Unidos, pela sua recusa em entregar o líder da Al-Qaeda, Osama bin Laden, após os atentados de 11 de setembro de 2001.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+