Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Afeganistão. Rússia quer reunião urgente do Conselho de Segurança da ONU

15 ago, 2021 - 11:58 • Lusa

Os talibãs chegaram esta manhã às portas de Cabul e o Presidente poderá estar prestes a renunciar. Há negociações em curso.

A+ / A-

A Rússia está a trabalhar com outros países para realizar, com urgência, uma reunião do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre o Afeganistão, após a chegada dos talibãs à capital afegã, avançou um funcionário do Governo.

“Estamos a trabalhar nisso”, adiantou o funcionário do Ministério dos Negócios Estrangeiros, Zamir Kabulov, às agências russas, notando que a reunião será realizada em breve.

A Rússia é um dos cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU, a par dos Estados Unidos, Reino Unido, França e China.

Os talibãs chegaram neste domingo às portas de Cabul e o Governo afegão reconheceu que foram feitos "disparos", embora os insurgentes assegurem que não vão entrar na capital à força e estão a negociar uma transição de poder.

Os rebeldes receberam ordens para permanecerem às portas de Cabul e não entrar na capital afegã, disse um porta-voz neste domingo, apesar de os insurgentes terem sido já avistados por residentes em subúrbios distantes.

"O Emirado Islâmico ordena a todas as suas forças que esperem às portas de Cabul, que não tentem entrar na cidade", disse no Twitter Zabihullah Mujahid, um porta-voz dos talibãs.

"Há combatentes talibãs armados na nossa vizinhança, mas não há combates", disse à AFP um residente de um subúrbio oriental da capital.

Negociadores talibãs dirigiram-se hoje ao Palácio Presidencial para tentar negociar uma transição pacífica de poder.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+