Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Alerta do jornal "Apple Daily". Liberdade de imprensa em Hong Kong "está por um fio"

17 jun, 2021 - 10:49 • Lusa

A polícia na Região Administrativa Especial de Hong Kong deteve esta quinta-feira o chefe de redação e outros quatro responsáveis do jornal Apple Daily, por suspeita de "conspiração com forças estrangeiras", ao abrigo da lei de segurança nacional imposta pelo governo central de Pequim em 2020.

A+ / A-

O jornal pró-democracia de Hong Kong "Apple Daily" considera que a liberdade de imprensa no território "está suspensa por um fio" reagindo à prisão de cinco diretores e da rusga à redação.

"O Apple Daily sofre a repressão por parte do regime", acusa o jornal, num texto dirigido aos leitores e difundido através da aplicação móvel.

"A proteção da liberdade de imprensa em Hong Kong 'está por um fio'" refere o texto, acrescentando que todos os elementos do "Apple Daily" vão manter-se "firmes e determinados".

A polícia na Região Administrativa Especial de Hong Kong deteve esta quinta-feira o chefe de redação e outros quatro responsáveis do jornal Apple Daily, por suspeita de "conspiração com forças estrangeiras", ao abrigo da lei de segurança nacional imposta pelo governo central de Pequim em 2020.

A polícia disse que cinco responsáveis, incluindo quatro homens e uma mulher, entre os 47 e 63 anos, foram detidos por conluio com um país estrangeiro ou com elementos externos para pôr em perigo a segurança nacional, violando o Artigo 29 da lei da República Popular da China.

Mais de 200 agentes entraram nas instalações do jornal para efetuarem uma busca com um mandado judicial.

O jornal tem assumido o apoio ao movimento pró-democracia tratando-se da segunda busca no jornal em menos de um ano.

O milionário Jimmy Lai, o proprietário do jornal, foi acusado de conluio após a busca realizada em agosto e encontra-se preso, após várias condenações por envolvimento em alguns dos protestos pró-democracia em Hong Kong há dois anos.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+