Tempo
|
A+ / A-

Covid-19. EUA aconselham a que não se viaje para o Japão

24 mai, 2021 - 21:28 • Lusa

Não há ainda certezas sobre se este conselho pode ou não afetar a equipa norte-americana que vai participar nos Jogos Olímpicos.

A+ / A-

Veja também:


Os cidadãos dos Estados Unidos foram desaconselhados a viajar este verão para o Japão devido aos riscos associados à pandemia da Covid-19 no país.

"Devido à Covid-19, não viaje para o Japão", recomenda o Departamento de Estado dos EUA, que evoca a pandemia de "altíssimo nível no Japão".

Autoridades elevam o seu aviso de viagem ao nível máximo de alerta, à semelhança do que fez com outros países.

Os avisos e alertas de viagem têm sido harmonizados com as indicações dos Centros de Prevenção e Controle de Doenças (CDC), para que os cidadãos tenham em conta os riscos associados ao coronavírus.

O alerta para o Japão surge a dois meses dos Jogos Olímpicos e quando a realização do mesmo continua a ser debatida no país, parte do qual em estado de emergência por sofrer uma quarta vaga.

Apesar do aviso, o Departamento de Estado não deixa qualquer pista sobre se esta decisão afeta a preparação ou a participação da missão dos Estados Unidos do maior evento do planeta, que não vai admitir espetadores estrangeiros.

É referido o facto de as restrições no país "afetarem a entrada de cidadãos americanos" no Japão, onde a embaixada norte-americana realça o facto, e serem "muito limitadas" as possibilidades de entrada para os seus cidadãos.

"Viajar para turismo ou por muitas outras razões de curto prazo não é permitido e não há indicação de que isso vá mudar tão cedo. Viagens sem visto estão suspensas", escreveu a embaixada, que relata que o governo nipónico obriga a "quarentena independentemente do status de vacinação".

Com 12 mil mortes desde o início da pandemia, o Japão está a passar atualmente por um novo aumento de casos, que coloca sob pressão o seu sistema médico e hospitalar.

A maioria da população continua contra a realização dos Jogos Olímpicos, porém a organização garante que as muito restritas medidas sanitárias a aplicar e a proibição de espetadores estrangeiros vão permitir que tudo decorra "com toda a segurança".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+