Tempo
|
A+ / A-

Coronavírus

França estende confinamento geral e fecha escolas durante três semanas

31 mar, 2021 - 19:38 • Redação

França atravessa um período crítico da pandemia, com mais de cinco mil pessoas internadas nos cuidados intensivos.

A+ / A-

Veja também:


O Presidente francês, Emmanuel Macron, anunciou esta quarta-feira novas medidas para travar a pandemia de Covid-19, entre as quais o encerramento das escolas durante três semanas e o alargamento do confinamento geral no país.

As escolas entrarão em modo de ensino à distância a partir de segunda-feira e as medidas de confinamento que estavam em vigor para 16 regiões do país serão alargadas ao resto do território.

A partir de sábado a circulação será restringida a um perímetro de 10 quilómetros em torno da residência e todo o comércio não-essencial será encerrado.

França está a atravessar um período crítico em termos de novos casos de Covid-19, internamentos e mortes. Neste momento estão mais de cinco mil pessoas em cuidados intensivos. O país registou esta quarta-feira 59.038 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, um número que demonstra a progressão exponencial da epidemia no país que levou ao alargamento do confinamento ligeiro a todo o território.

Ainda segundo as autoridades sanitárias divulgaram, já foram detetados no país 4.644.423 casos no país desde o início da pandemia.

Nas últimas 24 horas morreram 304 pessoas devido ao vírus, perfazendo assim um número total de mortos de 69.623.

Há atualmente 28.463 pessoas hospitalizadas e 5.053 destes pacientes estão internados em unidades de cuidados intensivos, uma diminuição de 19 pessoas face à véspera.

A pandemia de Covid-19 provocou, pelo menos, 2.805.004 mortos no mundo, resultantes de mais de 128,1 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

[Notícia atualizada às 21h53]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+