A+ / A-

Pequim deixa de reconhecer passaporte britânico a partir de domingo

29 jan, 2021 - 09:40 • Cristina Nascimento com agências

Medida é uma retaliação contra o governo Londres que anunciou novos vistos para quem vive em Hong Kong.

A+ / A-

O governo chinês vai deixar de reconhecer o passaporte britânico como documento de identificação a partir de domingo. Quem vive e trabalha em Hong Kong tem de pedir vistos para garantir a sua permanência no antigo território do Reino Unido.

O anúncio foi feito pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros chinês.

A medida surge depois do executivo de Boris Johnson ter anunciado que os cidadãos de Hong Kong que tiverem um "passaporte britânico de ultramar" poderão solicitar vistos para morar e trabalhar no Reino Unido, também a partir de domingo.

Até agora, os moradores neste território só podiam visitar o Reino Unido durante seis meses e não tinham autorização para trabalhar. Com estes vistos, poderão permanecer por cinco anos e pedir a nacionalidade britânica depois.

"Estou muito orgulhoso de que tenhamos aberto esta nova via para que os cidadãos de Hong Kong morem, trabalhem e se estabeleçam no nosso país", disse Boris Johnson num comunicado.

A China não viu esta alteração com bons olhos, considerando que o Reino Unido está a ignorar o facto de o território ter sido devolvido à administração chinesa há 24 anos.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+